Cada Dia, o Ano Todo!
Agosto
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 04 Ser Pai ! oc
07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
* 07 20 Homem na Lua oc
08 07 Elo entre gerações oc he
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
08 03 * COMEMORAÇÕES oc
07 de abril Hist oc
08 01 sobre o SELO ...oc
é FERIADO oc
dia dos avós
 



Barzilai -personagens

 HÀ MUITOS PERSONAGENS 'ESCONDIDOS' NO RELATO BÍBLICO : eles passam desapercebidos em meio a relatos mais contundentes 
    Barzilai é um deles: nunca ouvi nenhuma pregação a respeito dele mas uma devocional me chamou a atenção  sobre essa interessante e sábia pessoa.
     Fui ver no Google: compartilho o que achei   _ Deus os abençoa

VT personagens

 

Barzilai — um homem que reconhecia suas limitações

‘POR QUE eu devia tornar-me uma carga para ti?’ Essa pergunta dirigida ao Rei Davi, de Israel, foi feita por Barzilai, um homem de 80 anos. A Bíblia diz que ele era “muito grande”, ou muito importante, sem dúvida por causa de sua riqueza. (2 Samuel 19:32,35) Ele vivia em Gileade, uma região montanhosa a leste do rio Jordão. — 2 Samuel 17:27; 19:31.
                   Sob que circunstâncias Barzilai fez essa pergunta a Davi?
                   E o que levou esse homem idoso a fazê-la?

Rebelião contra o rei

Davi estava em perigo. Seu filho Absalão havia usurpado o trono depois de ‘ter furtado, ou conquistado, o coração dos homens de Israel’. Era evidente que Absalão não pouparia ninguém que fosse leal a seu pai. De modo que Davi e seus servos saíram de Jerusalém. (2 Samuel 15:6, 13, 14) Quando Davi chegou a Maanaim, uma região a leste do Jordão, Barzilai o ajudou.

Barzilai e mais dois homens, Sobi e Maquir, generosamente supriram Davi de muitas provisões materiais. Esses três súditos leais mostraram que entendiam a lamentável situação de Davi e seus homens quando disseram a respeito desses: “O povo está faminto e cansado, e está com sede no ermo.” Eles fizeram o possível para atender a tais necessidades, fornecendo a Davi e seus homens camas, trigo, cevada, farinha, grãos torrados, favas, lentilhas, mel, manteiga, ovelhas e outras provisões. — 2 Samuel 17:27-29.

Era arriscado ajudar Davi. Absalão dificilmente deixaria de punir quem apoiasse o rei legítimo. Portanto, exigiu coragem da parte de Barzilai ser leal a Davi.

A situação se reverte

Pouco depois, as forças rebeldes de Absalão se encontraram com os homens de Davi. Seguiu-se uma batalha na floresta de Efraim, provavelmente perto de Maanaim. O exército de Absalão foi derrotado “e a matança ali resultou ser grande naquele dia”. Embora Absalão tentasse escapar, logo foi morto. — 2 Samuel 18:7-15.

Mais uma vez, Davi era o incontestável rei de Israel. Seus seguidores não precisavam mais viver como fugitivos. E por causa de sua lealdade granjearam o respeito e a gratidão de Davi.

Quando Davi estava para voltar a Jerusalém, “o próprio Barzilai, o gileadita, desceu de Rogelim, a fim de passar adiante para o Jordão com o rei, para escoltá-lo até o Jordão”. Foi então que Davi fez este convite ao idoso Barzilai: “Atravessa tu mesmo comigo e eu te hei de suprir de alimento comigo em Jerusalém.” — 2 Samuel 19:15, 31, 33.

Sem dúvida, Davi havia apreciado muito a ajuda de Barzilai. É improvável que o rei quisesse apenas devolver o favor provendo necessidades materiais. O rico Barzilai não precisava desse tipo de ajuda. Talvez Davi desejasse a presença dele na corte por causa das qualidades admiráveis desse homem idoso. Ocupar um lugar permanente ali seria uma honra para Barzilai, que poderia desfrutar dos privilégios de ter a amizade do rei.

Modesto e realista

Respondendo ao convite do Rei Davi, Barzilai disse: “Como é que são os dias dos anos da minha vida, que eu devia subir com o rei a Jerusalém? Tenho hoje oitenta anos de idade. Poderia eu distinguir entre o bom e o mau, ou poderia teu servo saborear o que comer ou o que beber, ou poderia ainda escutar a voz de cantores e de cantoras?” (2 Samuel 19:34, 35) Assim, Barzilai respeitosamente recusou o convite e abriu mão de um excelente privilégio. Mas por quê?

Um dos motivos da decisão de Barzilai pode ter sido sua idade avançada e as limitações que a acompanhavam. Talvez achasse que não viveria mais por muito tempo. (Salmo 90:10) Ele havia feito o possível para apoiar Davi, mas reconhecia as limitações que a velhice lhe impunha. Não permitiu que a idéia de prestígio e destaque o impedisse de ser realista ao avaliar o que era capaz de fazer. Em contraste com o ambicioso Absalão, Barzilai sabiamente mostrou modéstia. — Provérbios 11:2.

Outro motivo da decisão de Barzilai talvez tenha sido o seu desejo de que suas limitações de modo algum dificultassem as atividades do rei designado por Deus. Barzilai perguntou: “Por que devia teu servo tornar-se ainda uma carga para meu senhor, o rei?” (2 Samuel 19:35) Embora continuasse a apoiar Davi, é provável que Barzilai achasse que um homem mais jovem cumpriria melhor quaisquer funções. Provavelmente se referindo ao seu próprio filho, ele disse: “Eis o teu servo Quimão. Atravesse ele com o meu senhor, o rei; e faze com ele o que for bom aos teus olhos.” Em vez de se ofender, Davi aceitou essa sugestão. De fato, antes de cruzar o Jordão, Davi “beijou Barzilai e o abençoou”. — 2 Samuel 19:37-39.

É preciso equilíbrio

O relato a respeito de Barzilai destaca a necessidade de equilíbrio. Por um lado, não devemos recusar um privilégio de serviço, ou não nos esforçar em alcançá-lo, só porque queremos levar uma vida sossegada ou nos sentimos incapazes de assumir responsabilidades. Deus pode compensar a nossa deficiência se confiarmos nele como fonte de força e sabedoria. — Filipenses 4:13; Tiago 4:17; 1 Pedro 4:11.

Por outro lado, temos de reconhecer nossas limitações. Por exemplo, talvez um cristão já esteja bastante ocupado com atividades espirituais. Ele reconhece que aceitar mais privilégios poderia comprometer outros deveres bíblicos, como prover para a família. Nesse caso, será que não revelaria modéstia e razoabilidade de sua parte se, no momento, não aceitasse privilégios adicionais? — Filipenses 4:5; 1 Timóteo 5:8.

Barzilai deu um belo exemplo, e faremos bem em meditar sobre isso. Ele era leal, corajoso, generoso e modesto. Acima de tudo, estava decidido a colocar os interesses de Deus à frente dos seus. — Mateus 6:33.


                Extr    https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2007524

 

https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2007524







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.