Cada Dia, o Ano Todo!
Agosto
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 04 Ser Pai ! oc
07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
* 07 20 Homem na Lua oc
08 07 Elo entre gerações oc he
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
08 03 * COMEMORAÇÕES oc
07 de abril Hist oc
08 01 sobre o SELO ...oc
é FERIADO oc
dia dos avós
 



10...Tempo dos Reis

Resumo do tempo  dos reis

 

No tempo dos Juízes,  Israel estava encurralado, oprimido pelos que queriam lhes roubar e subjugar POR não observarem as condições essenciais da vitória sobre o inimigo : 

                   (P )  Comunhão pessoal com Deus,  base da unidade como povo 

 

 ANFICTIONIA: é sistema  que dava unidade a vários povos daquela época, que viviam em  tribos  dispersas.   Consistia na observância comum de uma série de leis, com um local de culto centralizado , e determinadas festas anuais a que todos compareciam,   mantendo a identidade  como povo.  Povos gentios observavam  estritamente as regras básicas, com  medo  dos deuses   (ídolos)  e por interesse de bênçãos materiais

          Israel, mesmo sendo povo do Deus vivo, não observou as condições básicas que lhe davam unidade  e vitória, tornando-se   alvo  fácil  aos inimigos que  pilhavam   e   oprimiam        

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Jr 2.11 Acaso trocou alguma nação os seus deuses, que contudo não são deuses?
            Mas o meu povo trocou a sua glória por aquilo que é de nenhum proveito.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 Sem  a  comunhão pessoal  com Deus _  base da unidade  como povo, e
 Sem  a  dependência do Senhor _  a  garantia de vitória,
           >   Israel estava em situação de desvantagem 
          
 a) externamente:  quanto aos povos vizinhos que eram  organizados politicamente,
                                     >  com exército regular e apto para a guerra.

b) internamente:  sem liderança  digna, que os conduzisse no andar com Deus , pois os sacerdotes, filhos de  Samuel,  não andavam retamente  com o Senhor, 1 Sm  8.3

                                        - por isso não eram considerados liderança aceitável  


( P)  salvação, andar com Deus é decisão pessoal mas condição para a vitória da Igreja


Estes foram os motivos  do pedido de um rei   1 Sm  8.5  e 7

1- queriam liderança visível, humana, com exército regular: confiança no braço e no homem

- EM VEZ DE liderança do SENHOR, espiritual, invisível que requer coração confiante em Deus   [ não somos nós, às vezes, parecidos com eles? ]

 

 à Samuel  declara  os  direitos do rei,     1 Sm   8.11, 10.25

 à Moisés já  dissera  os  deveres do rei, prevendo que esse tempo chegaria  Dt 17.14-20

 

2- Sob a orientação do Senhor, Samuel unge o primeiro rei de Israel,  Saul ,   1 Sm  9 e 10

                    -  Exultantes com  a primeira vitória, confirma-se o reino

3- Samuel resigna ao seu cargo de Juiz,    1 Sm 11.14  e  cap 12  

                   - mas continua julgando a Israel todos os dias de sua vida,  1Sm 7.15 e  12.23
         

    ( P )  o   chamado do Senhor não está vinculado a cargo, 1 Sm 12.23

    ( P )  cargo  não é, necessariamente,  sinal da unção do Senhor ,1Sm 16.14   Mt 7.21


4-  Samuel orienta Saul e é desacatado por duas vezes,  1 Sm 13.8 –15,     15.1-3,  10-35

               (P )  ‘obedecer é melhor do que sacrificar,  atender é melhor...  1Sm 15.22-23

                        rebelião é como pecado de feitiçaria /   porfiar é como iniqüidade e idolatria’

 

5-  Samuel é enviado pelo Senhor a ungir outro  rei em lugar de Saul, 1Sm 16. 1-13
       a)   acaba ungindo a Davi, o caçula (?) mais humilde: pastor de ovelhas,

       b)   -  Samuel recebe a Davi, que vai a Naiote, em Rama,  fugido de Saul,     1Sm  19.18
                  - onde se supõe ter sido fundada a 1ª escola de profetas, 1 Sm  9.20

       c)  a morte de Samuel, chorada por todo Israel,  é narrada em  1 Sm 25.1

 

          ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
         a partir de
  1 Sm  17   é a história  entremeada de  Saul  com a de Davi

                     a   1 Sm  31   _ morte de  Saul e  seu filho Jônatas,  mortos em batalha

         ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Samuel  prefigura o Messias  ao  exercer as funções de sacerdote, juiz e profeta 
                                             > ao dar início ao tempo do REINO:
a) Saul, escolha humana,  perde a unção  por sua rebeldia 
                                           mas reina até o tempo do Ungido assumir( como  diabo, hoje)  

b) Davi, o homem segundo o coração de Deus, ( At 13.22)  figura do Messias,

    - passa um tempo marginalizado, perseguido pelo rei oficial,

    mas tendo  fiéis seguidores, que vêm a ser seus  assessores quando assume o Reino.     

 

 

2 Samuel_  narra a história do reinado de Davi
1  Reis 1 a cap 11 _  posse de Salomão :  apogeu de seu reino,
                                                             - desvio do Senhor  causa a divisão do reino

1Reis 12 _  Roboão, filho de Salomão, segue como rei de Judá + ½ tribo de Benjamim

                                                                  Capital : Jerusalém ( reino do Sul)

1Reis 12.16   Jeroboão  reina em Israel  ( reino do Norte)  sobre  as restantes  10 ½ tribos 
                                                  
Capital: Siquém, depois Penuel
                                                    - 
Samaria  é construída pelo rei  Onri,  1 Rs 16.24
1 Reis 17  introduz a figura de Elias de seu sucessor Eliseu,dando início ao tempo dos 
 # PROFETAs _mensageiros especiais de Deus conclamando o povo a  voltar para o Senhor
                                      >  e anunciando juízo caso fossem rebeldes. 

 Segue  sucessão concomitante:

             -   reis de Israel, até à queda de Samaria      ( 721aC)   2Rs 17

             -   reis de Judá  que  continuam mais 135anos  ( 586aC)   2Rs 25

              

  

à 1 e 2 Crônicas NARRAM  a sucessão dos reis   de Judá, até ao cativeiro babilônico.:

 

                     TEM INÍCIO O TEMPO DOS GENTIOS

 

São os profetas no tempo do exílio:


* Daniel ( 70 anos)  a quem é revelado resumo do tempo dos gentios até   á volta de Jesus  
                                 com alguns flashes do fim do mundo e posterior Eternidade.

e
*  Ezequiel :  mensagens ao cativos, até à queda final de Jerusalém ( 586aC)   

                   Anos depois, a planta minuciosa para a reconstrução do templo, 

                                                 - na volta do cativeiro.           

 

 

           à   Esdras     _   relata a volta de Babilônia até à reconstrução do Templo
                Neemias    _   refere-se  à reconstrução dos muros e definição política de Judá

 

      à   Ester _  no  tempo entre Esdras e Neemias acontece a história de Ester :

                         _ uma  judia vem a se casar  com o rei da Pérsia, plano de Deus como meio
                             - para salvar os judeus de serem aniquilados por seus inimigos  

 

ESTES, são os livros  HISTÓRICOS :
          

             * Neemias encerra a  revelação de Deus quanto à  História de Israel

 

Os  próximos  400 anos são chamados de :
Período   INTERBÍBLICO_ tempo dos impérios gentios
Medo-persa, Grego  até  Roma

                                           Nada consta na Bíblia a respeito desse tempo.
Na Bíblia católica, alguns livros considerados APÓCRIFOS, têm valor apenas histórico,
                             >  não são de revelação divina    
J

 

 







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.