Cada Dia, o Ano Todo!
Outubro
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 25 QUEM é O INIMIGO? oc Rv
09 07 Independência oc
09 21 Primavera * oc
10.15 ...* Deus que ensina oc
* 07 20 Homem na Lua oc
11.14 ..cristão tem ídolos? oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
10.23...* Dia do aviador, d.e
...Eleições, prs
09 06 Saber o passado oc
10.23 Oc...* Leis da Aerodinâmica
09 16 Camada de Ozonio *oc
07 de abril Hist oc
09 11 Atitude na tragédia*
10 09 dia da criança oc
10.12 APARECIDA oc
10 22 Deus Criador oc
é FERIADO oc
09.01 ESPERANÇA oc
09.02 ORGANIZAR FAZ BEM oc
 



11...até Epifanes hist.vt > Rv

11Afinal_  Em resumo: COMO SE CHEGA A EPIFANES e ao Templo de Jerusalém profanado?

332  a 323 aC
Alexandre, o Grande, conquista o Império Persa e morre  pouco tempo depois

Assassinados seus dois herdeiros, quatro de seus generais assumem o poder: os diádocos 
Ptolomeu >
Egito,    Lisímaco > Trácia (Bulgária),    Cassandro > Macedônia (Grécia)  
Seleuco >Síria (+ Turquia, Iraque e Iran)

 

FOGO CRUZADO entre  Síria ( selêucidas) e Egito ( ptolomeus): mais de 20 anos  em disputa pela   região da CELE-SÍRIA por interesse estratégico militar e econômico


 * CELE-SÍRIA  (do novo latim '-coela', = vazio) era a região ao sudeste da Síria disputada pelas dinastias selêucida e ptolomaicas. Estritamente falando, a CELE-SÍRIA é o vale do Líbano, mas o termo é freqüentemente usado para cobrir toda a área ao sul do rio Eléftero, inclusive a  Judéia.                   /www.tiosam.net/enciclopedia/?q=Cele-Síria

 

301aC   O domínio dos Ptolomeus (Egito) sobre a Celessíria dura 103 anos : até 198aC
                  _ tempo em que  
Ptolomeus   e   Selêucidas( Síria)    lutam pela Celessíria.

                  Deste conflito decorrem as chamadas 'guerras sírias' _ CINCO ao todo !  

 

274 – 271aC   1ª guerra síria  Ptolomeu II Filadelfo, de Alexandria vs
                                                                                              Antíoco I Soter, de Antioquia.

260- 253aC
_  2ª guerra síria  Ptolomeu II Filadelfo vs  Antíoco II Theos.
                     
  A região da Celessíria*   fica fora da guerra.
                       Há paz quando Ptolomeu II cede aos Selêucidas suas possessões da Ásia

Período de relativa paz  favorece desenvolvimento da região sob os Ptolomeus ( Egito)
crescimento econômico especialmente sob   
Ptolomeu II Filadelfo  ( 285-246 a.C.)

                                                                                             ( tradução da  septuaginta)
246- 241aC  
3ª guerra síria   Ptolomeu III Evergetes vs  Selêuco II Calínicos

 

221-217a.C  4ª guerra síria     Ptolomeu IV Filopator vs Antíoco III, o Grande
                   219aC  Antíoco III avança vitorioso_ cidade após  cidade  até   
                   
218aC  atravessar a Palestina 
                   
217a.C. Selêucida vs Ptolomaico: grande batalha ao sul da Palestina, 
                    
Antíoco III é derrotado.  A Celessíria retorna às mãos dos Ptolomeus.

202-198a.C. 5ª guerra síria  Ptolomeu V Epífanes  vs  Antíoco III, o Grande 

 

198 a.C.,  Antíoco III, o Grande  derrota os ptolomeus ( egípcios)

 

 >>>> A Celessíria* daqui para a frente, será  dos Selêucidas ( Síria)
E os judeus de Jerusalém mudam, mais uma vez, de dono dando amplo apoio a  Antíoco  III (da Síria) Para solidificar o fragmentado Império, os reis Selêucidas, implantam acelerado processo de  helenização dos vários povos e cidades da região_ o que leva à profanação do Templo judaico por Antíoco Epifanes    Vejamos como se chegou a esse episódio:

 

197aC -  Antíoco III decreto  muito favorável aos judeus, com isenção de  vários impostos 

                                 mas a ânsia de  expansão de seu império leva ao confronto com Roma

189aC   Roma enfrenta e vence Antíoco III na batalha de Magnésia
188ac     estabelecida  a paz entre Roma e os Selêucidas ( Síria)  em Apaméia, Frígia,
                                        _  sendo impostas humilhantes condições a
Antíoco III ***
#Começa o declínio do império
selêucida ( grego) . Os sucessores de Antíoco III não terão condições de manter a prometida isenção  tributária aos judeus
                                          > premidos  pelos  excessivos impostos exigidos por  Roma.

187 a.C _  Antíoco III, o Grande  é morto  ao assaltar  templo elamita  : pois 
                                                       precisa de dinheiro para os impostos a Roma

187-175 a.C _ Selêuco IV Filopator, seu sucessor, sabe das  RIQUEZAS do Templo pelo sacerdote SIMÃO opositor  do sumo sacerdote Onias III, envia   Heliodoro  para se  apoderar do dinheiro depositado no Templo de Jerusalém, mas não consegue , 2Mc 3,4-40.
                        >
O próprio Iahweh o impede através de anjos,  2Mc 4,24-34
175 a.C. _      Selêuco IV é assassinado.
175-164 a.C   Antíoco IV Epífanes assume o trono. Retornando de  Roma, onde
era refém desde
188 a.C.*** quando seu pai Antíoco III perdera a batalha de  Magnésia
e assinara o tratado de Apaméia. T
oma medidas  helenizantes para consolidar o seu poder.

# a Judéia está dividida: disputas internas pelo sumo sacerdócio e Helenistas vs Ortodoxos  


_ Quando Onias III, ortodoxo,  está em Antioquia cuidando dos interesses de seu povo  175aC   Antíoco IV  Epifanes assume o poder. Um irmão de Onias III, Jasão
               (Joshua), helenizante  oferece ao rei alta soma em dinheiro e um rápido programa
                     _  de helenização dos judeus em troca do cargo de sumo sacerdote.
Antíoco IV Epífanes aceita a oferta de Jasão, pois precisa de dinheiro, tem urgência em
                        helenizar a região para garantir sua fronteira sul
                            _ e  suspeita de tendências
pró-ptolomaicas em Onias III.
174 aC   _  é instalado um ginásio em Jerusalém, aos pés da acrópole,
                                   _ contíguo à Esplanada do  T emplo.  
2Mc 4. 7-10 
# Um ginásio grego não é mera praça de esportes. É uma instituição cultural das mais importantes, usada no processo de helenização de várias cidades orientais.   Além dos esportes gregos, praticados nus - o que causa embaraço aos jovens judeus circuncidados -, o ginásio implica na presença de divindades protetoras, como Héracles (= Hércules) e Hermes. Também  ensina a maneira grega de se viver e de se ver o mundo. Falar o grego corretamente, vestir-se à moda grega, conhecer e discutir a cultura grega, são algumas das atividades praticadas no ginásio. Estes acontecimentos são comentados em  2Mc 4,9.19
         
2Mc 4,12-14ª fala do ginásio de Jerusalém com grande desgosto do povo ortodoxo
                                        _ há disputas internas pelo sacerdócio, traições, assassinatos

           Antíoco IV Epifanes vai a Jerusalém nesta época,
                                           _  é  recebido pelos filo-helenistas com grande entusiasmo
169 a.C  _  na volta de sua primeira campanha egípcia ( Sul) , campanha vitoriosa,
                    
 Antíoco IV   saqueia o Templo de Jerusalém
168 a.C   _  em sua segunda campanha contra o Egito,
                     
Antíoco IV é impedido de entrar  em  Alexandria protegido por Roma
                                     pensando estar havendo uma revolta, pune Jerusalém,
                                      _  executando muitos judeus e vendendo a outros como escravos 
167 aC.  Antíoco IV envia a Jerusalém Apolônio, o misarca (comandante das tropas mísias), com forte contingente. Ataque, assassinatos em massa, escravidão. Muralhas demolidas e construção de poderosa fortaleza em Jerusalém, conhecida, em grego, como Acra (= cidadela), sede de uma guarnição e verdadeira pólis, no coração de Jerusalém, encostada no Templo. Durante cerca de 25 anos a Acra será o braço armado selêucida em Jerusalém, espinho atravessado na garganta dos judeus fiéis.
Desencadeia-se feroz perseguição a todos os inimigos de Menelau, helenista  Os habitantes do distrito judaico transformam-se em cidadãos sem direitos. Os fiéis seguidores da Lei,
os assideus (= piedosos) são obrigados a fugir para os desertos e montanhas. Para combater resistência pacífica contra helenização dos costumes judaicos, Jerusalém é, enfim, uma cidade contaminada: os gentios controlam a sua população.
 167aC _
  Antíoco IV Epifanes  proíbe a prática do judaísmo _ o que NÃO  era  uma praxe grega. É quase certo que o partido helenista de Jerusalém tenha pedido a intervenção real e apontado as medidas necessárias para aniquilar os judeus tradicionais     Incluía 3 aspectos: i) abolição da Torá, com seus mandamentos e suas proibições
ii)reforma do culto em toda a Judéia
:  abolição dos sacrifícios e da sacralidade do santuário e dos sacerdotes, levantar  altares em todo o país
                   _ e o sacrifício de porcos e outros animais impuros a deuses estrangeiros.
iii
)  introduz  culto a Zeus Olímpico no Templo de  Jerusalém, com respectiva imagem e sacrifício. Os judeus são também obrigados a participar da festa de Dionísio e do sacrifício mensal em honra do aniversário do rei  2 Mc 6.7  Bem relata 1Mc 1.41-42O rei prescreveu, em seguida, a todo o seu reino, que todos formassem um só povo, renunciando cada qual a seus costumes particulares. E todas as nações conformaram-se ao decreto do rei'.

>Daniel descreve a maldade de Antíoco IV no seu ataque às práticas judaicas:  'Tropas enviadas por ele virão profanar o Santuário-cidadela e abolirão o sacrifício perpétuo, ali introduzindo a abominação da desolação. Os que transgridem a Aliança, ele os perverterá com suas lisonjas; mas o povo dos que conhecem a seu Deus agirá com firmeza (...) O rei agirá a seu bel-prazer, exaltando-se e engrandecendo-se acima de todos os deuses. Ele proferirá coisas inauditas contra o deus dos deuses e no entanto prosperará, até que a cóle-ra chegue a seu cúmulo - porque o que está decretado se cumprirá. Sem consideração para com os deuses de seus pais, sem consideração para com o favorito das mulheres ou para com qualquer outro deus, é a si mesmo que ele exaltará acima de tudo Dn 11.31-32.36-37
Matatias, sacerdote, desgostoso  retira-se de Jerusalém e começa  movimento de rebelião armada que dura TRÊS ANOS : culmina com libertação de Jerusalém, purificação do Templo
sob seu filho JUDAS...e outros  MACABEU’s : seguem 100 anos de relativa independência

63aC       a Judéia  passa a  ser dominada por ROMA 
                 Herodes, idumeu,  nomeado rei da Judéia por Roma

 

04aC      nascem  João Batista  e  Jesus  !   Mt 1-2  e   Lc  1-2 #







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.