Cada Dia, o Ano Todo!
Setembro
D S T Q Q S S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 25 QUEM é O INIMIGO? oc Rv
09 07 Independência oc
09 21 Primavera * oc
* 07 20 Homem na Lua oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
09 06 Saber o passado oc
09 16 Camada de Ozonio *oc
07 de abril Hist oc
09 11 Atitude na tragédia*
é FERIADO oc
09.01 ESPERANÇA oc
09.02 ORGANIZAR FAZ BEM oc
 



Armadilhas do Orgulho %

MANÁ DA SEGUNDA www.cbmc.org.br

                                                              12 de março de 2018

Vinte anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Armadilhas do Orgulho  Por Jim Mathis


     Como o câncer ou a pressão arterial, o orgulho pode ser um matador silencioso. Uma canção do cantor e compositor Roger Miller lamentou as altas taxas de divórcio com um verso que dizia: “Creio que o orgulho é a principal causa do declínio no número de maridos e esposas.” 
     
O orgulho não é somente causa da ruptura de relacionamentos: é também fonte de más negociações empresariais, conflitos familiares e guerras. Ele pode nos levar a buscar vingança e retaliação. “Eles atiraram primeiro”; “O território era nosso antes disso”; “Nós queremos uma negociação melhor, uma fatia maior do bolo”; “Eu fui prejudicado.”

       Certo dia estava ao balcão do Café de minha propriedade, quando entrou um velho amigo. Ele pesquisou o cardápio afixado na parede e perguntou se eu sabia como preparar tudo aquilo. Rapidamente respondi que eu havia desenvolvido todas as receitas e treinado os baristas. Sabia como preparar as bebidas. O fato de eu ainda lembrar a conversa mais de 15 anos depois, me diz que fui bastante culpado de estar sendo orgulhoso naquele momento. Meu ego fora desafiado e senti a necessidade de me defender. 
    
Talvez estivesse me sentindo inseguro, ou apenas quisesse que ele soubesse que eu estava no controle de tudo, incluindo o cardápio. Tenho certeza de que hoje faria um comentário mais despreocupado e logo teria esquecido o incidente. Numa situação similar recente eu apenas respondi afirmativamente e sorri. Foi uma resposta muito melhor.  Gosto do aviso de Provérbios 14:3 que diz: “Na boca do tolo está a vara da soberba, mas os lábios do sábio preservá-lo-ão.”

    O orgulho levanta sua feia cabeça quando menos se espera.  Nos leva a querermos nos defender ao menor desafio e a depreciar os outros com insultos e menosprezo, para nos valorizarmos. A tentativa de nos exaltarmos enquanto diminuímos outras pessoas geralmente causa aborrecimentos: “O orgulhoso será logo humilhado; mas com os humildes está a sabedoria” (Provérbios 11:2). 

    Contudo, há outro lado do orgulho a ser considerado. Em Mateus 22:39, Jesus instruiu-nos a amar nosso próximo como a nós mesmos. Jesus deixa implícito que precisamos primeiramente amar a nós mesmos para depois amar aos outros eficazmente. O orgulho nos leva a querer o crédito pelas nossas obras; nos orgulhamos de nossas realizações e queremos apresentar um trabalho de qualidade, trabalho que nos deixe orgulhosos que os outros vejam. 

    Empresários, em especial empreendedores, precisam ser capazes de promover a si mesmos, mas é preciso fazer isso de maneira tal que o orgulho não se transforme em pecado, centrados em si mesmos e envenenando relacionamentos.  Existe uma tênue linha dividindo orgulho ou arrogância e autoconfiança. Saber onde está essa linha exige sabedoria e discernimento. Humildade, aliada à força, é um ardil, sem a sabedoria de Deus. 

 

Próxima semana tem mais!    Texto de autoria de Jim Mathis, dono de um Estúdio de Fotografia em Overland Park, Kansas, USA, especializado em trabalhos corporativos, comerciais e artes dramáticas. Também dirige uma Escola de Fotografia. Jim é autor de 'Câmaras de Alto desempenho', livro para pessoas comuns sobre fotografia digital. Foi dono de uma Cafeteria e Diretor Executivo do CBMC, em Kansas City, Kansas, Missouri. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1. Como você lida com o orgulho especialmente no ambiente de trabalho?

2. Qual a diferença entre o orgulho saudável e produtivo e aquele que causa conflito e arruína relacionamentos? Já observou algum exemplo disso?

3. Como podemos sentir orgulho daquilo que somos e do trabalho que realizamos, sem cruzar a linha divisória para a esfera da arrogância, egocentrismo e autopromoção à custa de outros?

4. Por que o excesso de orgulho é tão comum no mundo empresarial e profissional, enquanto a humildade parece ser rara? 

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 12:9; 13:10; 15:33; 16:5, 18-19; 18:12; 21:4; 22:4; 29:23. 


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2017 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br - Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.

Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para adm.mana@cbmc.org.br escreve ndo 'REMOVER' no campo de assunto.








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.