Cada Dia, o Ano Todo!
Agosto
D S T Q Q S S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
08 01 sobre o SELO ...oc
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
 



Mostrar SENSIBILIDADE

MANÁ DA SEGUNDA  www.cbmc.org.br

                                                     http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

                                                                 https://manadasegunda.podbean.com/

15 de dezembro de 2019

Vinte e um anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Simplesmente Mostrar Sensibilidade

Por Jim Langley

 

Uma das coisas escassas no mercado de trabalho atual é sensibilidade, que pode ser definida como “entrar em sintonia” com as necessidades daqueles que chegam até nós todos os dias. É fácil nos tornarmos distantes das pessoas das quais deveríamos estar próximos, desligando-nos deles de forma casual. Mas sensibilidade é crucial, tanto nos negócios como nos relacionamentos pessoais. Demonstrá-la faz uma tremenda diferença em nossos relacionamentos diários.

 

Entretanto, sensibilidade não é algo apenas relacionado à qualidade e tom de nossas conversas. Ela também pode exigir sacrificar uma significativa quantidade de tempo para tratar das necessidades de outras pessoas. Isso inclui ouvir atentamente, e então responder de formas que demonstrem que realmente nos preocupamos em colocar os interesses das pessoas acima dos nossos.

 

Relacionamentos são essenciais para uma vida significativa e realizada. Quando eu era um menino pequeno, meus únicos relacionamentos eram os membros da família; sendo apenas uma criança de 10 anos, nunca experimentara como relacionamentos fortes e positivos podiam ser formados. O conceito de estabelecer relacionamentos duradouros ocorreu mais tarde, depois que Jesus Cristo entrou em minha vida como Salvador e Senhor. Isso aconteceu depois de dois divórcios e muitas oportunidades de amizade perdidas. Quando só pensamos em nós mesmos, colocamo-nos em primeiro lugar, às custas de relacionamentos.

 

Muito tem sido escrito sobre a “arte” de ouvir. Porém, ninguém serviu melhor de exemplo do que Jesus Cristo. O que Ele fez de melhor foi acrescentar duas letras (he) à palavra “arte” (art, em inglês), transformando-a em “heart” (coração, em inglês) - demonstrando a essência (coração) do ouvir. Ele ainda foi capaz de sentir as necessidades tanto das massas, quanto dos indivíduos, enquanto realizava milagres e falava àqueles que desejam ouvir como poderiam ter um relacionamento eterno com Deus.

 

Nós também temos a habilidade de desenvolver um coração que ouve, mas isso tem um preço. Não é algo que podemos abrir e fechar como uma torneira. Nós precisamos ficar atentos às circunstâncias com que o Senhor nos cerca e, ao mesmo tempo, mantermo-nos sintonizados com Seus desejos para a nossa vida. Isso não é fácil, mas ( só) é possível através do poder de Deus.

 

Em Efésios 4:22-24 o apóstolo Paulo explica àqueles que escolheram seguir a Cristo: “Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.” Acredito que esta seja a única forma de descobrir realmente e aprender como ser sensível às necessidades das outras pessoas.

 

Não precisamos assistir a sessões de treinamento sobre sensibilidade para aprender a sermos sensíveis às necessidades dos outros. O que precisamos é de um coração transformado, e do conhecimento de como amar aos outros, mesmo quando eles não são amáveis. Essa é a forma como Jesus amou, e como Deus, nosso Pai Celestial, nos ama. Ele está ouvindo nossas necessidades, mas precisa que nós deixemos Jesus nos guiar ao único caminho de paz duradoura e felicidade verdadeira.

 

A sensibilidade resulta de nos “sintonizarmos” primeiramente com Deus. Ao fazermos isso, Ele dá início ao processo - que dura a vida inteira – de mudar nosso coração e levar-nos a ser mais e mais como Ele é. Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente...”. (Romanos 12:1-2).

 

Próxima semana tem mais!      Texto de autoria de Jim Langley, agente e perito em seguros de vida (CLU), da New York Life, desde 1983. Membro ativo do CBMC Santa Bárbara, Califórnia, desde 1987. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto.


Questões Para Reflexão ou Discussão

1. Qual tem sido sua experiência com a sensibilidade no ambiente de trabalho? Como você a descreve quando ela é demonstrada de modo apropriado?

2. Como você é em termos de ser capaz de demonstrar sensibilidade aos outros?

3. Quais os benefícios de se esforçar por ter e exibir sensibilidade para com os outros? Existem desvantagens quanto a isso no ambiente de trabalho? Explique sua resposta.

4. Você acha que Jesus Cristo é um bom exemplo de sensibilidade pelos outros? Por quê?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 34:11-16; Filipenses 2:3-4; Colossenses 3:5-10; Hebreus 4:14-16; I Pedro 3:8-9.

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2019 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL - E-mail: adm.mana@cbmc.org.br - Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.

Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um e-mail para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão

 

1. Qual tem sido sua experiência com a sensibilidade no ambiente de trabalho? Como você a descreve quando ela é demonstrada de modo apropriado?

2. Como você é em termos de ser capaz de demonstrar sensibilidade aos outros?

3. Quais os benefícios de se esforçar por ter e exibir sensibilidade para com os outros? Existem desvantagens quanto a isso no ambiente de trabalho? Explique sua resposta.

4. Você acha que Jesus Cristo é um bom exemplo de sensibilidade pelos outros? Por quê?

 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 34:11-16; Filipenses 2:3-4; Colossenses 3:5-10; Hebreus 4:14-16; I Pedro 3:8-9.


  • ,
  • ou







  • Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2020 - Todos os direitos reservados ao autor
    Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.