Cada Dia, o Ano Todo!
Agosto
D S T Q Q S S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
08 01 sobre o SELO ...oc
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
 



sobre AUTORIDADE %

Adendo do site:via web, estamos  estudando o livro de Jó que foi elogiado por Deus ( Jó 1.8) no início mas termina o livro dizendo: 'eu te conhecia só de ouvir mas agora meus olhos te vêem, por isso me abomino no pó e na cinza' Jó 42.5 _ Qual o motivo dessa drástica mudança? > O REFERENCIAL ! Quando a medida de comparação de Jó foram os outros , ele era o máximo. Quando o referencial passou a ser o próprio Deus, Jó se viu em sua real dimensão humana: apenas um pecador carente da misericóridia  divina.

> Seja qual for o grau de sucesso humano alcançado, verdadeiro cristão não perde a noção de sua real condição aos olhos de Deus, motivo pelo qual o sucesso 'não lhe sobe à cabeça'  

 

MANÁ DA SEGUNDA www.cbmc.org.br

                                                       http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

                                                                    https://manadasegunda.podbean.com/

6 de julho de 2020

Vinte e dois anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Três Sinais de Autoridade em Negócios

Por Rick Boxx

 

Marc Belton, ex executivo da companhia de alimentos General Mills, em uma entrevista falou acerca do que chamou de os “três 3 P’s” que indicam status em negócios: Prêmio, Privilégio e Poder.

Suas observações foram bastante criteriosas; pude me identificar com grande parte do que ele disse. Gostaria de resumir os seus três pontos, começando com
*Prêmio – aqueles benefícios extras recebidos devido à posição ocupada e realizações.
Trabalhando em um banco quando jovem, apresentei um pedido de empréstimo de um clube de campo para a nossa comissão de empréstimos. O CEO do banco ficou tão entusiasmado por eu estar trazendo para o banco novos negócios que anunciou a todos os presentes na sala que o banco me compraria um título daquele clube de campo! A inveja, porém, se espalhou por todo o banco. Logo em seguida, alguns de meus superiores adquiriram títulos do clube de campo para si mesmos e o meu “prêmio” original foi significativamente modificado para torná-lo menos atraente. Eu decidi deixar passar aquela “oportunidade”

 

Uma passagem na Bíblia, Gálatas 5:26, alerta: “Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.” Como empregadores, devemos ser cuidadosos acerca dos “prêmios” que oferecemos a certos empregados. Seja ou não nossa intenção, tais prêmios podem provocar inveja e conflito dentro da equipe.

 

*Privilégios foi outro ponto que Belton apontou: à medida que os líderes sobem de posição dentro da organização, seus cargos lhes permitem maiores Privilégios. Estes podem assumir a forma de maior liberdade na forma como administram seu tempo, poder dispor de carros da companhia ou receber convites exclusivos para reuniões com líderes influentes.  Esses privilégios podem permitir que o orgulho venha à tona nos indivíduos que os recebem, o que pode montar o cenário para que falhas morais ou éticas ocorram. Por exemplo, eles podem se determinar a fazer o que for necessário para reter e aumentar tais privilégios. Além do mais, o que se torna “normal” para alguém que desfruta de privilégios, pode ser visto como desperdício ou extravagância desnecessária pelos demais.

 A Bíblia ensina: “Quando vem o orgulho, chega a desgraça, mas a sabedoria está com os humildes.” (Provérbios 11:2). O ganho adicional de privilégios como recompensa por se trabalhar com afinco é admirável, mas precisamos estar atentos para que o orgulho do privilégio ganho não nos leve à desonra.

 

Poder é o terceiro ponto a que  Belton fez referência. Os usos e abusos do poder se manifestam de diversas maneiras, mas ele citou como exemplo o fato de os sindicatos trabalhistas estarem em declínio há vários anos. Muitos acreditam que um dos fatores que contribuíram para isso foi o uso e abuso do poder feito por parte dos líderes e representantes dos sindicatos.  Anos atrás um amigo compareceu a uma reunião de sindicato, com a expectativa de ouvir e quem sabe participar de uma discussão acerca de uma parada no trabalho. Um membro do sindicato se levantou para protestar contra a greve. Entretanto, antes que ele pudesse pronunciar mais do que umas poucas palavras, dois homens fortes imediatamente escoltaram o dissidente para fora do recinto. Aquela ação deixou claro que não haveria mais nenhuma “discussão”.

  Outra passagem das Escrituras diz respeito a esse tipo de comportamento nos negócios: “Temer o Senhor é odiar o mal; odeio o orgulho e a arrogância, o mau comportamento e o falar perverso.” (Provérbios 8:13). O sucesso nos negócios geralmente traz com ele a oportunidade de um aumento de poder. Esse poder pode ser usado de muitos modos benéficos, mas também pode ser mal direcionado. Devemos estar atentos para essa tentação e não permitir que o poder nos leve ao orgulho e à arrogância.

 

Próxima semana tem mais!


Questões Para Reflexão ou Discussão

1. Que “prêmios” têm sido oferecidos a você ou a outras pessoas influentes dentro da sua organização? Você os acha apropriados? Que efeitos negativos eles geraram? Como estes podem ser evitados?

2. Você já viu “privilégios” sendo exibidos em seu ambiente de trabalho ou em outros ambientes? Quais os benefícios positivos para certos indivíduos? Quais as potenciais armadilhas de dar privilégios a umas pessoas e não a outras? Como administrar isso de forma apropriada?

3. De que maneiras você tem visto o “poder” ser utilizado no mercado de trabalho? De que maneiras você tem o visto ser bem utilizado? Você já viu abuso de poder?

4. De que forma, em sua opinião, prêmio, privilégio e poder podem ajudar no desenvolvimento de indivíduos específicos dentro de sua companhia, e também servirem como desafio e estímulo para aqueles que não se qualificam para tais benefícios?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 3:27-28; 11:25; 22:29; Marcos 10:45; 12:30-31; Lucas 6:31; João 15:13; Filipenses 2:3-4.

 

Rick Boxx é presidente e fundador da 'Integrity Resource Center', escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de 'Momentos de Integridade com Rick Boxx', um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2020 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL - E-mail: adm.mana@cbmc.org.br - Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um e-mail para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2020 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.