Cada Dia, o Ano Todo!
Maio
D S T Q Q S S
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

dia das mães: como começou? oc
05 01 Dia do Trabalho oc
05 -6 GRAÇA às mães oc
05 11 E o pai com ISSO ? oc he
05 02 sobre o Trabalho oc rfx
05 10 mãe requer PAI oc he
05 09 QUEM CUIDA ??? oc
05 08 ...Percepções diferentes* oc
07 de abril Hist oc
05 12 Mãe e CULPA Ed Fiel oc
05.23 > Você é Responsável ! oc
 



14 cruz, REVELAÇÃO

CRUZ 14, revelação: 'o centurião e os que com ele guardavam a Jesus,
vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor,
e disseram: Verdadeiramente este era o Filho de Deus.' (Mateus 27:54)
Revelação não é nada místico, mágico ou sobrenatural, MAS é quando  ‘cai a
ficha’ a respeito do significado maior daquilo que a gente já sabia.-Ahh! é isso! 

Obs: na escola, eu não era muito esperta em matemática .Então, decorava o enunciado e as contas de cada problema para tirar boas notas. De tanto repetir, um belo dia, ‘caía a ficha’ e eu percebia o raciocínio que estava por trás das contas. Revelação é quando os Espírito Santo nos faz perceber o significado maior  de palavras ou fatos que há muito já sabíamos. Foi o caso citado no texto em destaque: eles constataram, tiveram firme convicção, ‘caiu a ficha’ de ser Jesus, de fato, o Filho de Deus. E aqueles que fizeram tal declaração nunca mais foram os mesmos. Receber Jesu como SAlvador, entender o mistério e milagre da cruz é algo pessoal e intransferível, como o gosto do sorvete de morango: precisa experimentar para saber.
Você já sabe ? que ...   - ‘verdadeiramente Jesus é o Filho de Deus #

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Mensagem do ICHTUS na íntegra :  IXTS 07/27

o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era o Filho de Deus.' (Mateus 27:54)

Eu não creio em coincidências. Para mim tudo tem um propósito e um objetivo de Deus, em tudo que acontece, seja no tempo que for. Não estou dizendo necessariamente que Deus faça tudo pessoalmente o tempo todo , detalhe por detalhe de cada coisinha, mas pode. Nos últimos momentos de Jesus ainda vivo em carne na Terra, nada acontece. Tudo parece absolutamente normal, natural, previsível, até mesmo sem graça se é que podemos dizer isso. Ele vai morrer, está por um fio. Nada muda, nada ocorre. Mas quando Ele rende o espírito e se vai, seu corpo sem vida fica desfalecido pendurado naquele madeiro, naquela cruz, um evento climático e sobrenatural acontece como descrito poucos versículos antes. E não coincidentemente, com Ele ainda na cruz, o centurião e os que estava ali reconhecem ser Ele o filho de Deus. O texto menciona que foram tomados de grande temor. Isso para mim é revelação: algo que poucos minutos ou segundos atrás era normal ou natural e de repente se 'revela' sobrenatural, anormal, acima da expectativa, imprevisível - e esclarecedor. Neste caso foi a confirmação de que Jesus, o Nazareno, era o Filho de Deus, o Messias esperado. Lindo, para dizer o mínimo.
A nós, em nosso tempo, está reservado entender com mais fé, pois não podemos reviver momentos como este. Temos muita coisa que os israelenses contemporâneos de Jesus não tinham: temos a Bíblia, temos estudos, temos os idiomas, temos o Espírito Santo que foi derramado . Além disso, temos todo um histórico de vida com Deus para conviver e reviver. Mas não podemos ver com os olhos Jesus morrendo e a terra sendo abalada. Temos de ter mais fé (menos visão) mas temos até mais elementos. Por isso valorizo tanto a cruz como símbolo, como memorial, como forma de conectar minha fé racional com minha fé espiritual. Eles viram, eu li. Eles vivenciaram, eu creio. Eles sentiram temor, eu sinto temor.
A cruz foi apenas um suporte físico para Jesus ali naquele momento, mas continua sendo representativo para o momento da revelação de Jesus como Filho de Deus. Note que a expressão 'verdadeiramente' denota que eles já sabiam disso, mas não aceitavam ou não reconheciam. Assim como muitos em nosso tempo, de tantas religiões, crenças, fés e faltas de fé - tantas tribos, povos, raças e nações... tantos ainda olham para um homem natural, beirando a morte, filho de carpinteiro, para alguns um agitador arruaceiro, para outros apenas mais um lunático, para outros tantos uma incógnita. A cruz foi, no sentido espiritual, a lâmpada que se acendeu com a morte do verdadeiro Filho de Deus, como um farol que direciona os barcos em uma viagem cheia de neblina. A morte de Jesus na cruz foi a faísca que acendeu a luz. Eu? Eu creio por que, assim como aqueles guardas, eu vi o suficiente para ter revelação. Você? Talvez ainda precise um pouco mais de clareza. E Ele? Jesus morreu, ressuscitou, está vivo e voltará (quiçá, em breve).

'Senhor, obrigado por tão maravilhosa revelação dada na cruz do Calvário sobre a autenticidade de Jesus como Teu Filho. Agradeço por me permitir entender essa revelação mesmo sem ter vivido naquela época.'

Se você gostou da mensagem faça o seu comentário no site:
http://www.ichtus.com.br/dev/2015/07/27/cruz-revelacao

 

ZZ






Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.