Cada Dia, o Ano Todo!
Outubro
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 25 QUEM é O INIMIGO? oc Rv
09 07 Independência oc
09 21 Primavera * oc
10.15 ...* Deus que ensina oc
* 07 20 Homem na Lua oc
11.14 ..cristão tem ídolos? oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
...Eleições, prs
09 06 Saber o passado oc
09 16 Camada de Ozonio *oc
07 de abril Hist oc
09 11 Atitude na tragédia*
10 09 dia da criança oc
10.12 APARECIDA oc
é FERIADO oc
09.01 ESPERANÇA oc
09.02 ORGANIZAR FAZ BEM oc
 



EBD - 00...EBF

Planejamento de evento evangelístico: E. B. F.


                          INTRODUÇÃO      Evangelizar é  o alvo da Igreja.
                    Louvável o propósito de se realizar evento com tal propósito.

Tratando-se de  alcançar crianças, em geral  se aproveita o tempo das férias escolares para  realizar programação mais intensa visando alcançar especialmente as crianças que não freqüentam a igreja local   para,  através delas, ganhar para Cristo também os familiares.

         É a tão conhecida  EBF _ Escola Bíblica de Férias

 

QUALQUER PLANEJAMENTO ENVOLVE MUITOS FATORES

 

 DEFINIIR OBJETIVOS  - REUNIR PESSOAL_ VER A DISPONIBLIDADE FINANCEIRA

 

 publico alvo,   programação _ local  fisico -divulgação     AJUDA DO PESSOAL 'DA CASA'

 

Planejar uma EBF envolve muitos fatores

É preciso considerar _ espaço físico, recursos  materiais, qualificação dos colaboradores

   

 Importantíssimo, também, é adequar a programação ao nível do público- alvo

 

Porém, sejam quais forem as condições, mesmo tendo o cuidado de se adequar a programa
ção às reais condições disponíveis,   
ACIMA DE TUDO: importa que o trabalho seja feito.


                 Que a falta de condições ideais não seja desculpa para a omissão

 

mas, antes de tudo ORAR perguntando a Deus: é isso o que o Senhor quer que eu faça?

 

 sendo SIM,  orar >  Prevaleça o Senhor, não o homem,  Salmo 9. 19

                                sujeita o inimigo debaixo dos pés de Jesus  Hb 1.13 

 

Tópicos imprescindíveis a serem considerados  

1- PlanejaR é a orientação  de Deus para o homem:  que pretende construir...  Lc 14.28-32

      que pretende entrar em guerra... 

 

   EBF é empreitada que constrói o Reino de Deus e guerra contras as trevas 

 

2- a Bíblia diz claramente que todo  trabalho independente de Deus é vão_

Se o Senhor não edificar a casa, em vão constrói o homem,

Se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela...  Sl 127.1-2

    EBF é requer  uma equipe que se colocou sob a dependência do Senhor

 

3-  OraR é  levar as circunstâncias a Deus  e  trazer Deus às circunstâncias.

                 Orar é ordem de Deus_ Pedi  e  dar-se-vos á... Mt  7.7

     E é  enfatizado por Jesus em duas ocasiões muito especiais:
             - pedindo ceifeiros à seara Mt 9.37

- que a fuga.não se dê nem no inverno, nem no sábado Mt 24.20

[ ATÉ em terrível situação de juízo, Jesus ensina a orar:  oraR  influI  nas  circunstâncias

      deve-se orar pelas circunstâncias

 

Tudo na vida cristã precisa  ser resultado de oração:  inclui  todas as reuniões de planejamento ( EBF ou as demais...) bem como toda a ação subseqüente sejam

resultado de orações específicas  e  expressão do direcionamento do Espírito Santo.

[nesta época de humanismo e ativismo, a oração tem sido relegada a vigésimo plano  ou 

-  é feita  apenas pró-forma.  O importante é REALIZAR ;
                                               importam os resultados, o relatório, a estatística! 

 

COMO orar  ?    a) entregar  tudo nas mãos do Senhor       

                          b) pedir   dEle  o modo como Ele deseja que Sua obra seja realizada

                          c) orar   a Palavra: orações curtas e bem  objetivas

- que envie os colaboradores escolhidos por  Ele  Mt 9.37

- que desde já o Espírito Santo esteja agindo nos corações,   2 Co 4.6

                    - das pessoas que Ele vai enviar para esse evento.

- que a Palavra não volte vazia mas faça o que Lhe apraz _  Isaías   55.11

- que tudo o que for dito e feito seja para a glória do Senhor   Cl 3.17

- que Deus conceda que muitos vão a Jesus _ João 6.65

-  que o inimigo esteja sendo sujeito debaixo dos pés de Jesus, Hb 1.13  Ef 1.22-23

 - que o Senhor vá à frente  cf  Is 45. 2-3 /

- que perfeitamente desembarace nosso caminho _ 2Sm  22.33

- que leve a bom termo o que nos diz respeito  Sl 138.7 corr

   Convém dar uma cópia desse esquema básico de oração  a cada colaborador  Mt 18.19

Ser Igreja do Senhor e funcionar como tal neste mundo, requer viver cf Gabarito da Palavra.

     Tudo menos do que isso,  é brincar de igrejinha, é trabalho na carne,
                                              é planta sem fruto:
                                              -  o diabo nem liga de se opor.

 

 REUNIÃO DE PLANEJAMENTO

 

1- Orar  _ tudo o que se relaciona com Deus    começa, de fato,  com a oração.  

 

2- Escolher os líderes de cada segmento
                    Liderar é, também, dividir responsabilidades e delegar tarefas

a) Líder das “tias”  para  que escolha de colaboradores,  métodos  e material das aulas

b) Líder da cozinha               idem

c) Líder de música                idem

d) Líder do encerramento  e  atividade geral,  diversificada depois do lanche

e) Líder de trabalhos gerais tais como disciplina, controle da porta, e tudo mais que precisar

 

3- Reuniões de retorno para verificar com cada líder 
     a) o andamento do planejamento, sugestões  e  acertos

     b)  verificar  dificuldades _ encontradas e que precisam ser sanadas

     Obs_ Convém o Líder geral estar sempre em contato informal com os outros líderes:

Pode-se orar  e  resolver muitos pequenos detalhes por telefone [ e-mail  também ajuda muito ]  Esses acertos informais serão relatados rapidamente nas reunião com todos os líderes  de modo a agilizar as resoluções  e  tornar reuniões gerais curtas e objetivas.

 

CONVOCAÇÃO  DAS  EQUIPES

Líderes da equipes _ em princípio, cada líder se encarrega de convocar seus colaboradores

                                                      Marcar suas próprias reuniões decisivas.

                                                      Comunicar o andamento das coisas à líder geral.      

> Apelo de púlpito   _  convém que seja feito, de púlpito, tanto apelo  à boa vontade dos que serão abordados pelos líderes de equipes como apelo enfático a voluntários _  pois EBF, de menor porte que seja, representa trabalho intenso, requer organização,   
      muitas providências e a participação de todos os membros direta ou indiretamente.

 

     - Mais detalhes, ver DISTRIBUIÇÃO DE TAREFAS ( conte como foi a sua experiência)

 

HORÁRIO   Durante a semana:   Dias   _  de   Terça    a   Domingo

                    Horários_   das  14 / 14.30   às  17 horas

Houve acordo quanto ao horário da semana

 

Questão do  ENCERRAMENTO NO DOMINGO:   

a)   Encerramento  junto com a Escola Dominical regular_ > caso haja EBD de manhã
                                 -  a fim de entrosar  visitantes  às reuniões da igreja

·         Obs_ não é muito conveniente pois os pais querem dormir um pouco mais, e

as mães ficam  preocupadas com o almoço, as crianças acabam não vindo pois durante a semana,  muitas delas  foram trazidas pelas mães que vinham com seus bebês

 

b) Programação especial no meio da tarde   >se a Escola Dominical for no fim da tarde  

          é mais conveniente : pode se das 15 às 17 horas

          Programação mais compacta,  incluindo-se  tempo  especial com os pais

                          ver  PROGRAMAÇÃO

Espaço para alguma observação de alguém do grupo 

 

LANCHE 

É IMPORTANTE QUE O LANCHE SEJA SAUDÁVEL  e Fácil de comer 
Adequado à idade; ex:   
mais reforçado aos  adolescentes
                                              -
 bolachinhas  para os bebês
                  Nível social das crianças:
 p/ classe média alta nada de bolo Pulmann

 

Horário:  entre lição principal e lição missionária( encerramento)

Duração: Depende  do número de crianças : computar tempo para servir e comer...

                         Servir  o lanche envolve  muitos detalhes ( observe  a  sua realidade)

 

a)l  Local _ uns, possuem  SALÃO COM MESINHAS_
                 cada classe pode sentar numa mesinha,  * o lanche  salgado já  nos pratinhos

                             o suco é servido à medida em que as crianças sentam...]

                             o doce, servido depois  /  cada “tia “pode controlar a mesa de  sua classe

 O   OU   o lanche pode se servido em cada classe_ se houver carteiras  para apoio dos copos

             ou  _  servido o salgado, cada classe vai  saindo, em fila,  para pegar o suco :
                      _ mesa com pessoas servindo, já colocados nos copos antecipadamente...
     
      
Em outros locais, é preciso improvisar, depende

b)       Espaço disponível _ aí entra a criatividade dos organizadores

        Ex:  Uma a uma, cada classe sai em fila, e vai passando em mesa preparada com o salgado  e segue em fila para pegar o suco  ( já nos copos)  servido em local mais à frente

                  J havendo dinheiro, suco em caixinhas com canudos  evita sujeira...

As crianças sentam em bancos ou cadeiras espalhadas pelo local
 Ou servido o salgado,  serve-se o suco, à medida em que as crianças sentam.  
 
A EBF deve funcionar, também, como elemento educativo
                                                       - quanto a uma boa qualidade de vida

 
Ensinar modos na fila  e  à mesa
 
Ensinar a importância de se manter o ambiente limpo: Para isso, é preciso haver             
               
latões por toda a parte a fim de ser jogado os descartáveis
Ensinar colaboração :  geralmente os sanduíches são servidos em saquinhos =hot-dog,

     solicitar às crianças que levem seus copos ou canecas até certo local,

                                                  ou  joguem o lixo em latões devidamente colocados   
QUANTIDADE DO LANCHE 
Requer cálculo de pessoa experiente   para não faltar nem haver sobra excessiva
No Planejamento deve estar incluído o número de crianças estimado para ser alcançadas

                              - de acordo com o espaço disponível

                                                       > o que irá determinar o alcance da divulgação 
Os produtos não perecíveis podem ser comprados em embalagens econômicas_
Sobras : vender  a preço de custo a membros da igreja [ mesmo assim, é bom não exagerar ]
Para o primeiro dia: cálculo estimado a mais, dos produtos perecíveis , salsichas, por exemplo.   ( se sobrar, poderão ser utilizados nos próximos dias) 

 
MENU_ CONFORME A CLASSE  SOCIAL e  IDADE DAS  CRIANÇAS
 PÃO com  salsichas, frios, carne desfiada, ou  tortas*, salgadinhos,*  etc...

       Sucos  ou Nescau [ cafezinho para as mães, bolachas para os bebês]

        DOCE  = bolo*, docinhos de padaria [ os que vêm embrulhado um a um ]
       
Saquinhos de pipoca doce , etc  [ haja criatividade! ] 
        
Conforme o tipo da igreja  pode ser solicitada 
         a colaboração das senhoras no sentido de enviarem bolos* e tortas*, salgados*  
                                                                                     ( sempre todas do mesmo tipo)
         
Se for EBF para muitas crianças, combinar que, em tal dia, 
                        > tantas mães vão mandar, todas elas,    bolo de fubá, por ex.  
 
        
Trabalho feito em tese,  à  vista  de muitas EBF’s  feitas  em vários locais diferentes.
    
  outros detalhes  a serem acertados, além dos imprevistos que sempre acontecem J

     

 

 

E B D      Vencendo os inimigos da Escola Dominical,
                              
Lécio Dornas  _  Ed  Eclesia

 

Cap 1
 Cuidado!  Míopes na direção   
(Resumo dos tópicos e opinião pessoal)

 

A)  Ministros sem visão educacional_  Prioridades resultam da visão de cada um. Sem visão educacional um pastor não irá dar  a  devida importância  à Escola Dominical,  daí pastores  precisam  ter  visão  educacional

*Para alguns, só interessa  a visão que eles têm quando estão no púlpito:

- Que lindo! Todos mudos, olhando para mim

 

B)  A  centralidade  educacional  na  igreja

·        Ser cristão é estar em constante processo educativo
 Tudo na vida, também, passa por processo educativo

Primeiro, precisa haver consciência da razão de ser da igreja_
                                       Por que?  / Para que esta igreja existe ?

Segundo, precisa haver querer pessoal em se expor ao processo educativo
                                        -seja de Deus, seja nesta vida.

      O que posso aprender com isso ?  / O que Deus me ensinou hoje ?

Terceiro,    precisa disposição para aprender e ensinar.
                               Aprender requer atenção, disciplina e persistência.

                 Incorporar  novo  hábito  ou  habilidade,  leva tempo

>  Só ensina bem quem gosta de aprender.  Falando a Israel, Deus  dá muitas dicas nesse ponto :  Isaías 1.19
                   “Se quiserdes  e ME  ouvirdes “= ter informação para fazer  /  
                                              > Ah! se... Me tivesses ouvido...’ Sl 81.13

 

>A igreja existe em função da mensagem de Jesus  e  sua missão é
fazer  discípulos de Jesus o que implica em constante ensino / aprendizado

 

C )  Evangelização   e  Missões _ só têm sentido quando tem  como  alvo principal 
                                
o  ensino  da  Escrituras
 >  Quem vai ensinar, precisa ter aprendido ! 

·        O enfoque correto é _
todo cristão, cada cristão  é um missionário  em sua área de influência.

      Uns recebem dom e chamada para trabalho específico, mas todos devem “estar sempre preparados para  “responder...a qualquer que vos pedir a razão da vossa fé”  1 Pe  3.15  
                                                   
o que requer ensino/ aprendizado

O  enfoque  usual  é  _ 
Precisa dinheiro... até  divulgação de trabalhos missionários visam ofertas

Precisa  programação  evangelística  atraente.”   Vamos preparar o show !

Afinal, o RELATÓRIO: .-“ Distribuímos  tantos  folhetos” 
                                      - “
Houve tantas decisões”

  (Pena que o importante sejam os números, não as pessoas alcançadas)

·        Evangelizar sem discipulado = ensino ,
 > é como deixar um recém-nascido à mercê da própria sorte

- “Agora, “vire-se “ já fiz você nascer.”  -
 “ Tantos foram alcançados, houve tantas decisões...”

       Antes de se pensar em Evangelismo é preciso ver se
                  - há condições de discipular cada novo convertido.

       Antes de se pensar em Missões é preciso ver se há intecessores: 

                 - Quantos  vão dar “cobertura” a este  avanço do Evangelho,
                                    -  no campo do inimigo ?

 

D)  Adoração aceitável a Deus _  depende de certos requisitos apresentados na Palavra

                                    Do contrário, é só cantoria e muito barulho, quando não _Batucada !

 

E)  Ação Social _  pode ser problema sério na igreja.
Corre o perigo de se tornar apenas ação beneficente, cai nas boas obras.

Corre o perigo de se tornar um chamariz para encher a igreja,
                          - com a desculpa de atraí-los ao Evangelho.

Pior ainda_ favorece o fingimento por interesse imediatista.
                    Como será que  Deus vê isso  ?

 Não há cristianismo  sem  a ênfase no amor à Palavra , Sl 1.1-2. Js 1.8, 
                                                e   na  observância de seus princípios 
 É apenas religiosidade.

 

F)  Administração  Eclesiástica

     Administração da igreja  voltada apenas para a programação
sem a real preocupação de instruir na Palavra,  ocorrem vários  erros:

 

1- a Bíblia torna-se apenas pretexto para apoiar idéias pessoais e manipular as pessoas ao bel prazer do pregador sob a alegação _  “Mas a Bíblia diz...”

2  a pregação visa agradar aos  ouvintes , com assuntos ‘leves’ evitando-se os “pesados”  como  o  sangue de Jesus,  a cruz,  santidade,  andar na luz.

 3. as mensagens são superficiais com ranço de religiosidade.
 4-  Orações e Aconselhamento são meros chavões repetidos  há séculos.

5  Vir ao culto é um tempo passado na igreja para descargo de consciência no sentido de  estar cumprindo  formalidades cristãs esperadas/desejáveis.

6   O intuito é cumprir a rotina administrativa = o que fazer para encher esse espaço de tempo, que se convencionou  que a igreja deva funcionar. Convém ser algo leve, agradável, não muito comprido para  não ser cansativo, ter alguns cânticos modernos.... Isso é teatro (para não dizer farsa e engano)  Não  é   igreja!

7  Mais grave é quando a falta de instrução é propositada, a fim de que
    - os membros não percebam os absurdos que são ditos e que são feitos.

 

G )     Situações a serem resolvidas

     Todos esses problemas existem, em maior ou menor escala,
                -  crônicos  ou situacionais, em todas as igrejas.

     O problema salta aos olhos, só não vê quem PODE resolvê-los.
                     > Não adianta falar. Visão é Deus quem dá !

 Se a pessoa não tiver a visão, falar, às vezes, é pior. Aí, sim, a pessoa “finca pé” no erro:  Eu estou no comando, eu quero assim, assim vai ser.

 

Está escrito:  se vir seu irmão pecando... orará  a Deus”  1 João  5.19

 É preciso intercessores que _ se humilhem na presença de Deus, 
                                          _  confessem o pecado, 
                                          _  clamem por misericórdia e revelação  aos responsáveis.

 

 H)  Quando o pastor não está nem aí

       Já há certo tempo, pastor tem sido sinônimo de administrador de igrejas, fazendo com que tudo ande como o esperado, que se cumpram os alvos, e não haja problemas.  Poucos são os que realmente pastoreiam as ovelhas. J  Ocorre-me agora _ há nos Seminários matéria sobre a importância e lugar do ensino na EBD ?   Será que há oportunidade para conversa e oração quanto à verdadeira vocação  e dom do pastorado ?

 

I )  Quando o ministro/ a liderança corre por fora

      É comum a liderança ACHAR  que já sabe tudo. 
Querendo dizer _ “Já ouvi isso mil vezes.” 
Só não ousa  dizer _“e não me acrescentou nada!”   
De fato, do jeito que são apresentadas as aulas...tudo é mero blá-blá- blá,  só falação  para encher o tempo regulamentar e dar a lição estipulada pela revista. Não se agüenta isso por muito tempo.

 

K)  O fim da miopia_    Só ocorrerá pela misericórdia de Deus. 
                                    
Não adiantam  argumentos nem apelos.

É erro que deverá ser prevenido agora, nos seminários, pensando em como se evitar erros futuros.

 

        Opinião pessoal

Estremeço só de pensar que:
 Lideranças  superficiais e   omissas  darão contas de 
        
    1-
ovelhas que deixam ’morrer de fome’  ou vivem em estado de inanição
  2-
 ovelhas que se desviam por não terem aprendido a ouvir a voz do Bom Pastor.

 3- ovelhinhas que saem da igreja escandalizadas com atitudes incompat-veis não só com o padrão da Palavra, mas até mesmo com um mínimo de educação,  bom senso  e consideração para com o próximo..

 4     ovelhas que se tornam rebeldes devido abuso de poder

     5     ovelhas que voltam para o mundo devido inconsistência entre
            pregação  e as atitudes /  as decisões vivenciadas na igreja

     6-   ovelhas apáticas, enormes de ‘gordas’ , inertes. enfastiadas de tanto
        alimento  ‘gostoso’  mas sem nenhum nutriente que as torne saudáveis,

                       - úteis ao Reino e   procriadores eficazes.

  7- SEM FALAR  na ausência de  companheirismo e amizade, até mesmo  nas horas difíceis. 
      Contrário à orientação de
João 13.35
  ‘nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se  vos amardes uns aos outros’      N
J D I

 

 

 

EBD II

 

À vista dos princípios apresentados para EBD eficaz ,  percebo que, no tempo em que fiz este curso....em linhas gerais, a igreja  que  freqüento _ Igreja Cristã Paulista
                     _ observa-os,  em linhas gerais.

 

Programação-

atende às necessidades dos membros quanto à    duração, horário e divisão de classes.

Todos têm senso de responsabilidade e o entrosamento entre departamentos é fácil,

                            >  informal, por ser  igreja pequena.

Departamento Infantil está em ótimas mãos:   líder _ cristã ,  cresceu  nesta igreja,

                      -  psicóloga,  fez  APEC , trabalha com crianças.

Música _cristã , líder está nesta igreja desde  a adolescência,  tem faculdade de música, leciona para crianças  em  escola secular e há muitíssimos anos na igreja,  fez APEC- 

                           É mãe da líder   e   lhe    assessoria  informal.

Professoras _  são membros mais recentes, quase todas lecionam em escolas seculares  e  estão sob liderança  competente.  Há transcorrer suave em relação a material

 Condições  físicas , tais como  claridade, espaço, mobiliário, etc. OK

Em caso de imprevistos, o zelador é pessoa de boa vontade   para acudir  e, em outros caos,  o acesso aos diáconos  não é problema.   Por ser  igreja pequena, tudo se resolve mais facilmente.

 

Depto de Adultos_    tudo OK quanto à divisão de classes, horário,  duração.  Se precisar de alguma da secretaria ou  alguma outro material como lousa, retro , o zelador prontamente atende de boa vontade.

     O único ponto que poderia ser melhorado, é na questão de método de ensino mas todos estão contentes como as coisas vêm sendo feitas,
                               e
 nem sei se sabem que existem algo melhor  

As aulas são apresentadas de forma explanativa.

 ideal  seria ...     [ ah! minhas aulas do Normal...]

 

Conscientizar os membros de que  EBD  existe para ensinar, de verdade,

princípios da Palavra que deverão ser sabidos na ponta da língua  e vivenciados no cotidiano.    É para ser  Escola Técnica  Dominical.

                  Os princípios nela apresentados são para serem sabidos e aplicados como os das escolas técnicas, com a mesma responsabilidade, senão a casa cai, pega fogo,  há enchente, entupimentos, faz mal à  saúde.  Calam –se  todos os telefones

               prejuízos materiais e  danos físicos.

Enfim, não se pode  “não saber” tais princípios  sem ocorrer  desastrosas  conseqüências

 

Reformular as aulas,  utilizando-se métodos  básicos  de ensino

Quais ?   Aqueles que deveriam ser sabidos por qualquer pessoa que se propõe a ensinar qualquer coisa, desde culinária , corte e costura,   até  doutorado em física nuclear  porque se ensina a seres humanos cujo aprendizado é feito do mesmo modo quer no 1O. ano primário, quer no último ano da mais difícil especialização.

A questão é _ Perdeu-se a noção do que é ensino

Ensinar  é diferente de informar_  esta é área das comunicações: rádio, revistas, jornais, livros, palestras, simpósios, etc e tantos outros recursos

disponíveis atualmente.

ENSINAR  é fazer com que a pessoa  aprenda,   passe  a ter uma habilidade  como  ler,  escrever, andar de bicicleta, nadar, dirigir, cozinhar,   etc

a  qual deverá desempenhar com  certa facilidade que virá com a prática. Se for muito complicado,   ou chato, o aluno desanima, desiste, sente-se inferiorizado, pensa _ Puxa ! não sou capaz,   não dou para isso.  Não é para mim.

              Ensinar é levar o aluno a superar se.

É mostrar um caminho que , inicialmente trilhado junto com o professor, poderá ser levado adiante pelo aluno, através da vida, até onde ele conseguir chegar.

             Ensinar é mostrar  como se aprende

 

      Desculpe, me empolguei, na próxima página, vamos ao que interessa.

 

 

 

 

 

 

       MÉTODO   DE  ENSINO    ou   Como dar uma aula para o aluno APRENDER .

 

1).  MOTIVAÇÃO  só se aprende se for despertado o interesse ,      

                             atraída a atenção do aluno.   Por que preciso saber isso ?

Qual sua importância ?    Qual sua  útilidade ?  Quais seus efeitos  benéficos , se souber

                                                                                OU  péssimos, se não souber.

Costuma-se começar uma aula apresentando-se  uma questão,  contando um caso

em que a aula traz a solução,  mostra a resolução

 

2_  APRESENTAÇÃO  dos conceitos . Minha professora de desenho nos ensinou bem

                 [ ainda lembro, depois de 40 anos! ]

Qualquer apresentação dever ser   SIMPLES - SINTÉTICA - SUGESTIVA

para que se alcance o objetivo proposto , que é

    Ensinar = fazer com que o outro aprenda.
a ) usar
frases simples  _ falar só o que interessa _ entremeado de ilustrações, exemplos,

     _ auxiliados por recursos mnemônicos :  siglas, esquemas, corinhos, cartazes, etc

Colocar esquema na lousa, falando o que escreve, enquanto o aluno COPIA no caderno

Fazer os alunos participarem:  lendo versículos e  fazendo perguntas que extraiam a experiência dos alunos e eles aprendam a compartilhá-las, ficando à vontade para  dinamizar  a aula com   comentários.

      É sinal que o aluno está atento, interessado e interagindo com a matéria apresentada.

 

3  FIXAÇÃO- rever pontos básicos, na conclusão

    Dar lição de casa _       sobre a matéria apresentada em classe!

Ex_ copiar versículos,  achar tais conceitos em tal livro,   trazer por escrito o que observou durante a semana  sobre  a prática  do  tema da aula, como o tema da aula fez diferença no seu cotidiano,.etc.   Trazer material interessante sobre o assunto.

 

4   VERIFICAÇÃO _   A cada 4 ou 6 aulas, ter um teste de avaliação;

tanto  “técnico”, como _ versículos decorados,  + questões sobre conhecimento da Bíblia,

quanto experimental, como

           “O que aprendeu para si, como seu cotidiano foi enriquecido por estas aulas?

             O que deu certo (ou não)  pela vivência desses princípios?
               O  que vai resolver daqui em diante?

É preciso dar, para se receber_

Aulas dadas com tal procedimento,  a reação dos alunos certamente será  participativa,  animada, resultando no objetivo proposto: Ensinar =  fazer com que  o aluno aprenda

 

Para que isso ocorra, é preciso

a)   visão da liderança de que Tal  ensino  não é utopia _  é  viável e  possível de ser feito

 

b)  requer pessoas habilitadas
             [ qualquer um pode aprender esse  jeito de dar aula, basta querer  ]

     Então, é preciso _
1- PESSOAS DISPOSTAS  a “ encarar essa “   

     Realmente é desafio _ requer empenho, boa vontade  e  muuiita disposição

 

2- PESSOAS DISPONÍVEIS  pois, atualmente, todos estão ocupados e “sem tempo “

     _ para onde estão indo  ?    Todos cuidam do urgente _  e o  importante ?

 

 3- PESSOAS EMPENHADAS  em fazer o melhor

Como exigir do outro o que não estou disposto a fazer ?Antigamente, ouvia-se dizer ...         

                      ‘Maldito o que faz a obra do Senhor relaxadamente’’ Jr 48.10

                       Hoje, alguém  sabe que tem esse  versículo na Bíblia ?

 

O pensamento subliminar é : é aula  para crentes_ eles têm que perdoar meus defeitos, desculpar deslizes,  compreender ...  relevar ...  perdoar... aceitar  tudo!

 *É aula para crente, de qualquer jeito serve /  É só para ocupar o tempo da programação

Esquecem, ignoram que o fazem para o Senhor ,  para edificação do corpo de Cristo,  para  capacitação de soldados  que vão à guerra, que  podem ser abatidos se não lutarem cf as regras, nem tiverem preparo adequado para  o “chumbo grosso” que vão encontrar pela frente.     Vivemos na era da mediocridade, e da auto suficiência:

Quem se empenha em aprender e fazer bem , é considerado exibido

É de se admirar que a Igreja esteja morna ? Ap 3.20  #

 


 

 






Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.