Cada Dia, o Ano Todo!
Maio
D S T Q Q S S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

10.12 oc...como CRIANÇAS!
* 12.10...Bela Mensagem (IBR)
dia das mães: como começou? oc
05 01 Dia do Trabalho oc
05 -6 GRAÇA às mães oc
* 12.17 ...Símbolos do Natal
05 11 E o pai com ISSO ? oc he
05 02 sobre o Trabalho oc rfx
* 12.18 ...Origem do Natal
05 09 QUEM CUIDA ??? oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
* 12.21...Início do verão
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
12.23 ... ***Por que 25 de dezembro?
04.22...Por que a Terra?
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
05 08 ...Percepções diferentes* oc
05 08 * Cruz vermelha oc
07 de abril Hist oc
05 12 Mãe e CULPA Ed Fiel oc
* 12.13 Como temos a Bíblia? esc
Afinal, quem é ...
12.14 X Feriado pagão?
é FERIADO oc
vamos ler juntos! oc
APENAS UM... oc
Homem e o TRABALHO oc
 



> ir ao tribunal? %

MANÁ DA SEGUNDA     www.cbmc.org.br

                                       http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

                                                        https://manadasegunda.podbean.com/

22 de março de 2021

Vinte e três anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Que a Ida ao Tribunal Seja o Último Recurso

Por Jim Mathis

 

Os Estados Unidos do Século XXI detém uma distinção duvidosa: esta parte da América ficou conhecida por gerar mais processos do que qualquer outra sociedade que já existiu. Isso se evidencia pela quantidade de anúncios na TV, rádio e cartazes promovendo agressivamente firmas de direito em busca de novos clientes. Algumas pessoas dizem que o problema é a existência de advogados demais, todos ansiosos por se envolverem em algum litígio. Entretanto, o número de advogados não é o problema central. A questão básica é o grande número de pessoas que não estão dispostas a trabalhar numa solução amistosa ou fora dos tribunais. Ao contrário, elas insistem em que as coisas sejam feitas do seu jeito, preferindo processar quando não recebem aquilo que pensam merecer. 

 

Jesus Cristo se referiu a isso em uma passagem comumente conhecida como “O Sermão da Montanha”. Em poucas centenas de palavras, conforme relatado em Mateus 5-7, Jesus explicou o que significa ser Seu discípulo – Seu aluno e seguidor. Numa linguagem clara e precisa, Jesus explica como viver de forma a honrar a Ele e confiar no poder que recebemos quando depositamos nEle a nossa confiança.  

 

Jesus primeiramente fala a respeito dos benefícios da generosidade e dos malefícios da ganância. Ele fala sobre assassinato e adultério, o poder de perdoar e não buscar vingança, e sobre não estar ansioso ou preocupado. Ele faz uma declaração radical a respeito de amar, e não odiar, nossos inimigos.  

 

Acerca da inclinação de ir aos tribunais para resolver conflitos, Ele disse: “Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho, pois, caso contrário, ele poderá entregá-lo ao juiz, e o juiz ao guarda, e você poderá ser jogado na prisão.” (Mateus 5:25). Em outras palavras, devemos resolver as disputas com outras pessoas sem termos que confiar nos órgãos governamentais para que prescrevam remédios legais para nós.

 

Isso explica porque Jesus incluiu esse assunto em Seu Sermão da Montanha; ele se insere dentro do contexto de perdão e humildade, e em não buscar vingança contra danos que nos causam. Freqüentemente nos percebemos inclinados a exigir nossos direitos, não estando dispostos a ouvir o que os outros nos dizem ou a negociar um acordo que seja aceitável para todos.

 

Outra razão para evitar a ida aos tribunais é impedir que o julgamento se vire contra você. Como diz Provérbios 25:7-8: “...O que você viu com os olhos não leve precipitadamente ao tribunal, pois o que você fará, se o seu próximo o desacreditar?” 

 

Quando entrei no mundo dos negócios cerca de 50 anos atrás, tinha alguns objetivos principais. Um era ser totalmente honesto e jamais fazer alguma coisa antiética ou ilegal. Outro objetivo era tentar resolver todas as disputas sem nunca ter que processar alguém e também evitar ser processado. Até agora, tudo bem. 

 

O perdão genuíno pode envolver uma perda financeira temporária em nosso balanço. Eu experimentei isso umas poucas vezes. Entretanto, perdoar outros por algo de errado que tenham feito também proporciona liberdade e nos isenta da raiva e amargura que poderiam nos afligir por longo tempo.  

 

Isso não quer dizer que não devemos buscar uma solução apropriada para os conflitos. Jesus propôs uma abordagem alternativa: “Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão. Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas.” (Mateus 18:15-16).  Adotar essas medidas pode ajudar a economizar muito tempo e dinheiro e ainda curar relacionamentos rompidos. 

 

Próxima semana tem mais!


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1. Você já foi processado por outra pessoa ou já achou necessário levar alguém ao tribunal para entrar em acordo em uma disputa ou corrigir erros? Como foi isso?

2. Em sua opinião, por que tantas pessoas estão dispostas a adotar ações legais ao invés de tentar resolver conflitos fora das salas de conciliação dos tribunais?

3. De que forma o ensino de Jesus sobre perdão e amor aos inimigos se aplica ao contexto de pessoas processando-se mutuamente?

4. O que a forma pela qual optamos por resolver conflitos – seja através de procedimentos judiciais ou acordos extrajudiciais – diz a respeito da nossa fé e do nosso relacionamento com Deus?

 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Levítico 19:17-18; Provérbios 25:9-10; Mateus 5:7-10, 43-48; 18:21-35;  Marcos 12: 30-31.

 

Texto de autoria de Jim Mathis, dono de um Estúdio de Fotografia em Overland Park, Kansas, USA, especializado em trabalhos corporativos, comerciais e artes dramáticas. Também dirige uma Escola de Fotografia. Jim é autor de 'Câmaras de Alto desempenho', livro para pessoas comuns sobre fotografia digital. Foi dono de uma Cafeteria e Diretor Executivo do CBMC, em Kansas City, Kansas, Missouri. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com)..


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2021 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br - Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um e-mail para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1. Você já foi processado por outra pessoa ou já achou necessário levar alguém ao tribunal para entrar em acordo em uma disputa ou corrigir erros? Como foi isso?

2. Em sua opinião, por que tantas pessoas estão dispostas a adotar ações legais ao invés de tentar resolver conflitos fora das salas de conciliação dos tribunais?

3. De que forma o ensino de Jesus sobre perdão e amor aos inimigos se aplica ao contexto de pessoas processando-se mutuamente?

4. O que a forma pela qual optamos por resolver conflitos – seja através de procedimentos judiciais ou acordos extrajudiciais – diz a respeito da nossa fé e do nosso relacionamento com Deus?

 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Levítico 19:17-18; Provérbios 25:9-10; Mateus 5:7-10, 43-48; 18:21-35;  Marcos 12: 30-31.







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2021 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.