Cada Dia, o Ano Todo!
Agosto
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 04 Ser Pai ! oc
07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
* 07 20 Homem na Lua oc
08 07 Elo entre gerações oc he
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
08 03 * COMEMORAÇÕES oc
07 de abril Hist oc
08 01 sobre o SELO ...oc
é FERIADO oc
dia dos avós
 



02 -Liderança, Jz (1) dv.vt > Rv

*Como nenhum outro, este livro mostra a extrema importância da LIDERANÇA. Após muitos anos sob a direção de Deus através de Moisés, que fez tudo como o Senhor dissera, e de Josué, que teve “cuidado de fazer segundo a tudo que nele está escrito” Js 1.8, decorre um tempo de extrema instabilidade e ciclos alternados de opressão / livramento. “Tudo está escrito, para nosso ensino” Rm 15.4.
*Todo Velho Testamento é manual prático de princípios de andar com Deus e de batalha espiritual, tanto para ser vencedor, quanto para se evitar de ser derrotado. Após a tremenda libertação do Egito, 40 anos de peregrinação no deserto e após o tremendo feito da conquista de Canaã, cerca de 400 anos de desnorteio político.
*  Por que ???
Sucesso ou fracasso como povo, como nação, está diretamente ligado à qualidade da liderança, e esta depende da maneira como esses líderes são formados.
*Moisés: 40 anos aprendendo a ser alguém, 40 anos aprendendo a ser ninguém - uma experiência pessoal impactante com Jeová: - Vai... obedece!
                       *
Só então foi possível: 40 anos de serviço.
*Josué: “servo de Moisés” (Js 1.1). Foi qualificado para o cargo por ter sido servo!
*Antes de ser líder eficaz é preciso aprender a seguir ordens e estar aberto para absorver a experiência dos que vieram antes. A orientação aos homens, líderes de suas famílias foi Dt 6.5-9: “Ama ao SENHOR e guarda Suas Palavras no coração:   
        * Inculca nos filhos *Padrão para o agir e critérios *Esteio de sua casa.
*Houve ordem enquanto viveram os anciãos “que viram as obras do Senhor”, Jz 1. 7 (note a importância da experiência pessoal) E depois? Houve falha na obediência pessoal a Deus e às Suas instruções. Não houve o cuidado em fazer tudo como ordenado, inculcando a Palavra nos filhos.  

Boa liderança é formada com instrução e convivência.
Jesus deixou bom exemplo. Os anciãos não tiveram o cuidado
nem se deram ao trabalho de formar a geração seguinte.

Israel era uma Anfictionia, diz-se quando tribos esparsas com origem comum mantêm a unidade pela observância das mesmas leis, convergência de culto a certo ponto pré-determinado e perpetuação do costume de festas que congregam principalmente os cabeça das famílias.
*A unidade e identidade de ISenhorael como povo dependia de cada um ser fiel ao Senhor, seguir a Lei, obedecer as ordenanças dos sacrifícios e comparecer às festas estipuladas. Cada um amando e obedecendo o Senhor, o Senhor mesmo estabeleceria a unidade como o pano de um guarda-chuva torna útil as varetas presas ao cabo. *Uma vareta quebrada já é o bastante para prejudicar o perfeito desempenho da função do guarda-chuva.
*No entanto, o livro de Juízes termina dizendo: “cada um fazia o que achava mais reto” Jz 21.25 RA. Olha o perigo do “achômetro”. Cristão não acha nada, firma-se no que “está escrito” Lc 4.4.
*Eis uma rápida análise da situação que resultou no tempo dos Juízes.
*Conclusão:Toda esta fase se passa sob a misericórdia de Deus:
                                   *
 “quantas vezes...” Sl 78.40
*
Pela situação geral apresentada naquela época, fica evidente um princípio básico, essencial no âmbito espiritual:“achegai-vos a Deus e Ele Se chegará a vós”Tg 4. 8-10
*
Quando Deus criou os anjos, havia só 1 “partido”. Quando Deus criou o homem e deu-lhe a Terra, haviam 2 “partidos”, daí a necessidade tanto do Livre Arbítrio quanto da situação que permitisse expressá-lo com liberdade - Gn 2.9, 16-17. POR QUE? Ouvi dizer que uma das alegações de Lúcifer foi a de que Deus só é Soberano por ser Tirano. Ao ser banido dos céus, hipoteticamente, teria dito: - Viu, eu tinha razão!
*Ao homem tem sido dada a oportunidade de ESCOLHER A QUEM SERVIR... “a quem vos apresentardes por servo para lhe obedecer, sois servos... a quem obedeceis”
                                            
* Rm 6.16a
*A verdadeira questão não é comer / não comer, fazer/ não fazer, mas a QUEM está obedecendo? A ESTE estamos, nós, constituindo senhor de nossas vidas:
                                     * Dt 30.19; Js 24.15; 1 Rs 18.21.
*Princípios espirituais são tão reais e inexoráveis quanto os físicos: a cada ação, segue uma reação, há princípios que se sobrepõe a outros, Ex: Leis da Aerodinâmica X Leis da gravidade... Porém, no mesmo instante em que os princípios da Aerodinâmica deixam de ser observados, passa a atuar a Lei da Gravidade que não deixara de existir.                          * Ler Romanos 8.1 sob este enfoque.
*Por que toda essa aparente divagação? A Bíblia é um todo. Para que os fatos apresentados tenham seus significados devidamente apreendidos, é necessário serem analisados não só no contexto da Palavra, mas também nos contextos Histórico e ESPIRITUAL.Houve muitas
 tentativas para se eliminar o povo de Deus.
               *
Nossa luta não é contra carne ou sangue, lembra? Ef 6.12
*A dificuldade em seguir a Deus está no fato de que o planeta Terra, o sistema Mundo, foi entregue a satanás, Lc 4.5-6, e jaz no maligno, 1 João 5.19... Nossa luta não é contra carne/sangue, Ef 6. 12.
*Todas as tentativas de se eliminar o povo de Deus, na realidade foram tentativas de satanás para destruir a linhagem que traria ao mundo o descendente prometido em Gn 3.15. Todas as tentações, apelos à nossa carne, são tentativas sutis ou descaradas de satanás, para ser o senhor em nossas vidas e circunstâncias. “Nem deis lugar ao diabo” Ef 4.27  * A quem obedecemos, constituimos senhor.

Os Juízes: convém notar as condições específicas de cada juiz.
- Eúde [3.15] foi criativo; não havia ferro: onde arranjou material para fazer o punhal? Foi corajoso: executou, ele mesmo, um plano audacioso - Deu glória a Deus 3.28.
-Débora (Deus usa mulheres, sabia?) - Capacitada por Deus para essa função, exercia-a como esposa de Lapidote, isto é, o cargo não afetou sua posição de mulher. Aliás, esta é característica de mulheres cheias do Espírito Santo: sabem seu lugar e seus limites, respeitando lideranças seja do esposo, seja de qualquer autoridade. Por isso, chamou Baraque para liderar o exército pois fazê-lo extrapolava seus limites como mulher e ela reconheceu não estar apta para tanto. Imagino entre eles uma relação de mútuo respeito pois tinham como objetivo comum a derrota do inimigo e a honra do nome do Senhor. No entanto, mesmo assim, a vitória veio por mão de uma mulher: Jael Jz 4.21. Ver também “uma mulher” Jz 9. 53.
-Gideão teve uma experiência pessoal com Deus, Jz 6.11. Não se abateu com as circunstâncias - visão realista de sua posição pessoal, foi cauteloso quanto à origem das revelações, conhecia a Lei o suficiente para saber as condições do aproximar-se de Deus, obedeceu à instruções específicas. Um bom começo não é garantia de fidelidade até o fim. Jz 8.27 É preciso: não perder Deus de vista, vigiando a cada dia
 'Sê fiel até à morte...” Ap 2.10.
-Tola e Jair são apenas citados.
-Jefté era valente de linhagem indigna. Sua atitude exemplar em Jz 11.27: “O Senhor julgue entre nós”, foi semelhante à de Sara (Gn 16.5) e Davi (1 Sm 24.12). Porém um voto precipitado certamente amargou-lhe a vida Morreu 6 anos depois. Tal atitude serve-nos de alerta: A vitória já é nossa quando o Senhor vai à frente e nós vamos na força / estratégia do Senhor. Tem o Senhor prazer em ofertas e sacrifícios? O Senhor prefere um coração inteiramente dEle. Tal voto não expressaria de falta de confiança em Deus? Precisaria Deus de algo em troca para dar a vitória ao Seu escolhido?
                           *Você tem feito algum tipo de barganha com Deus?
                                     *Ou acha que Ele lhe deve... porque...?
-Ibzã, Elom, Abdom são apenas citados.
-Sansão, a intervenção de Deus começou antes de sua concepção (Jz 13.3). Interessante notar no casal o companheirismo, a concordância e o temor a Deus. Note-se também o pai perguntando a Deus como deveria criar o menino. Ah! Se todos os pais agissem assim... No entanto, pais tementes a Deus e educação conforme a Palavra também não são garantias de fidelidade por toda a vida apesar de que Sansão deu-a para infligir uma derrota ao inimigo. Saiu vitorioso, afinal. Os erros de Sansão servem-nos de lição: foi onde não deveria estar; olhou para quem não deveria ter “esticado” os olhos (Jó fez pacto com seus olhos...); foi companheiro do inimigo; achou-se invencível; vingou-se, irou-se, deixou-se intimidar pela chateação. Sua consagração era apenas exterior. *
Esses descuidos custaram-lhe caro: a vergonhosa derrota, a visão, a vida! Novamente a misericórdia do Senhor se manifesta trazendo restauração e vitória final. Deus é zeloso de Seu nome, Sua honra, Is 42.8.
*
Penso em Sansão, girando sobre seus próprios pés, volta após volta, de cabeça baixa, sozinho, cansado, humilhado... Perplexo! Quantas vezes me senti assim. E busquei o Senhor... Só assim busquei ao Senhor. Havia tanta coisa a ser feita... Tantos compromissos a serem atendidos... Agenda super cheia! A todos que se preparam para ser líderes: Não se deixem envolver pelo afã das atividades, pelo brilho das conquistas, pelo aplauso da congregação.
*
Busquem ao Senhor, de todo o coração (o que ocupa o primeiro lugar em sua vida?). Se Deus não for o primeiro no seu tempo, nunca o será em sua vida. Como usa seu tempo? Busquem ao Senhor constantemente, na intimidade, no silêncio, com humildade, Mq 6.8. Não se permita estar tão ocupado com a obra do Senhor que se esqueça do Senhor da obra (essa é velha, mas continua sendo real).
                          *
Sansão foi o último juiz do livro dos Juízes,
*Samuel foi o último juiz de ISenhorael. Consagrado ao Senhor, foi confiado a quem não soubera educar seus próprios filhos, uma situação inversa à de Sansão. O que vale é o relacionamento pessoal com Deus. *Os próprios filhos de Samuel não agiram corretamente sendo a causa de o povo querer um rei. Note-se a atitude de Samuel: tendo perdido o cargo, não perdeu de vista o ministério:
“longe de mim que peque... Deixando de orar por vós” 1 Sm 12.23.
*
No tempo dos Juízes, acontece também a história de Rute - ancestral de Davi -                             *incluindo uma gentia na genealogia de Jesus.#








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.