Cada Dia, o Ano Todo!
Janeiro
D S T Q Q S S
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

10.12 oc...como CRIANÇAS!
* 12.10...Bela Mensagem (IBR)
01.25 ...Anchieta oc
* 12.17 ...Símbolos do Natal
* 12.18 ...Origem do Natal
01.25 ...Pequenos Começos oc rfx
Dentro.Fora da IGREJA oc
* 12.21...Início do verão
12.23 ... ***Por que 25 de dezembro?
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
* 12.13 Como temos a Bíblia? esc
01.02 Já leu a Bíblia toda? oc
Afinal, quem é ...
12.14 X Feriado pagão?
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
vamos ler juntos! oc
 



sobre CONTENTAMENTO %

aprendi ( não é da natureza decaída: é preciso aprender)
-  a estar contente em toda e qualquer situação' Filip 4.11 NVI  _ 
- a estar contente com o  que tenho

 

MANÁ DA SEGUNDA www.cbmc.org.br

                                               http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

                                                         https://manadasegunda.podbean.com/

11 de janeiro de 2021

Vinte e tres anos servindo às comunidades empresarial e profissional


O Que os 'Especialistas' Não Nos Dizem
Sobre Contentamento

Por Jim Mathis

 

Há algumas semanas, o pastor de nossa igreja pediu que escrevêssemos uma palavra que descrevesse o nosso estado emocional atual. Eu escrevi “contente”. Nem sempre estou contente. Algumas vezes, durante os meses recentes, eu me senti inquieto, até mesmo ansioso, acerca de tudo o que vem acontecendo. Em muitos dias, posso dizer que estou começando a me sentir esperançoso ou otimista, mas minha principal emoção é o contentamento.

          Mais tarde, procurei pela palavra “contente” no dicionário e na enciclopédia. Descobri sinônimos como “satisfeito, deleitado, tranquilo, confortável, despreocupado e feliz”. O contentamento, de fato, parece ser a porta para se experimentar a felicidade. 

           Nos dias atuais, muitas atividades parecem dedicadas a disseminar o descontentamento. Na verdade, grande parte da nossa cultura tem esse foco. Dizem-nos constantemente que jamais seremos felizes sem o mais novo brinquedo ou ferramenta, o mais reluzente e rápido carro, a maior e mais elaborada casa. Não vamos nos sentir aceitos - nos dizem o tempo todo - até que usemos o tipo certo de desodorante, percamos peso ou o nosso time ganhe o grande jogo.  

         Palestrantes motivacionais e livros de autoajuda nos dizem: “Se bobear, você dança”. Então, tratamos de nos manter ocupados, nunca nos sentindo contentes. Sempre existe alguma coisa mais surgindo para aprofundar nossa sensação de descontentamento com aquilo que já possuímos. 

          Penso no famoso empresário e magnata a quem perguntaram: “O quanto é suficiente?” Sua resposta foi simples: “Só um pouquinho mais.” Se sempre desejarmos mais, nunca teremos o bastante. As palavras “mais” e “contente” são rivais implacáveis. O contentamento vem de estarmos felizes onde estamos e com aquilo que temos. Eu sempre quero fazer um trabalho melhor, me sentir mais saudável e estar mais seguro financeiramente. Mas também desejo ser mais jovial, melhor amigo e cônjuge, e passar mais tempo desfrutando das bênçãos que já possuo.  

    O contentamento não é um destino. É uma decisão, acompanhada por paz, alegria e gratidão. A aquisição de mais coisas não vai trazer mais felicidade; apreciar o que já temos, sim. Este foi o tema central do “Sermão da Montanha” de Jesus. Ele falou acerca de ser “pobre em espírito”, “ser humilde (força sob controle)”, sobre ter “fome e sede de justiça”, ser “misericordioso” e “puro de coração”. (Mateus 5:3-8).  

      Isso leva ao contentamento, Jesus ensinou, não a aquisição de coisas materiais. Ele continuou, dizendo: Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” Mateus 6:19-21  

     

 O rei Salomão dedicou grande parte do livro de Eclesiastes para dizer o que ele tinha aprendido acerca de contentamento, e o apóstolo Paulo escreveu: Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação...” (Filipenses 4:12).  

     Uma amiga apresentou uma tese de doutorado sobre agricultura de subsistência na América Central, estudando os mais pobres entre os pobres. Eu perguntei se houve alguma surpresa. Ela imediatamente começou a falar sobre como todos eram felizes. Aquelas pessoas, mal tirando o sustento de um pedaço de terra, eram os mais felizes que se pode ser. Ouvi o cantor country Marty Stuart dizer certa vez: “Se eu tiver uma nota de cem dólares no bolso e um Cadillac para dirigir, estou contente. Quem poderia desejar mais?” Eu concordo... e nem precisa de um Cadillac.

 

Próxima semana tem mais!


 

Questões Para Reflexão ou Discussão

1. Qual a sua definição pessoal de contentamento? Você se considera contente – com a vida e suas circunstâncias? Explique sua resposta.

2. Como os eventos do ano que passou afetaram seu senso de contentamento? Os problemas que surgiram com a pandemia do COVID diminuíram seu senso de paz e contentamento ou suas experiências o levaram a um grau maior de contentamento? Explique sua resposta.

3. Em sua opinião, por que as coisas materiais e a constante luta por mais – maiores realizações, promoções, status – raramente produzem um contentamento real? Você concorda com isso? Você pensa que se tivesse apenas “um pouquinho mais” teria uma felicidade verdadeira e mais duradoura? Por quê?

4. Que coisas mais influenciam seu senso de contentamento – ou descontentamento. O que você poderia fazer para minimizar ou eliminar o impacto negativo delas em sua vida?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Eclesiastes 1:1-4, 9-14; 2:10-11, 17-24; 3:22; 5:18; Filipenses 4:6-9, 11-13, 19.

Texto de autoria de Jim Mathis, dono de um Estúdio de Fotografia em Overland Park, Kansas, USA, especializado em trabalhos corporativos, comerciais e artes dramáticas. Também dirige uma Escola de Fotografia. Jim é autor de 'Câmaras de Alto desempenho', livro para pessoas comuns sobre fotografia digital. Foi dono de uma Cafeteria e Diretor Executivo do CBMC, em Kansas City, Kansas, Missouri. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com)..


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2021 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br - Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um e-mail para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2021 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.