Cada Dia, o Ano Todo!
Julho
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

07 09 Constituinte oc
07 09 Dever de consci~ oc
* 07 20 Homem na Lua oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
07 10* Dia da Pizza oc
07 de abril Hist oc
é FERIADO oc
 



04 CRUZ:significado 19.02

QUARESMA, AS MUITAS FACETAS DA CRUZ

CRUZ, significado: 'vendo eu o sangue, passarei por cima' ( Êxodo 12.13)Os  israelitas imolaram um cordeiro e puseram o sangue na porta. Ao ver o sangue na porta, indicando já ter havido uma morte, ali, o anjo destruidor passava por cima, o da morte iminente.  Este é o significado da cruz: Jesus, o Cordeiro de Deus ( João 1.29) imolado  para nos livrar da morte.  Pela fé no sangue de Jesus,  somos livres da condenação  ' Jesus ,' propiciação pela fé no seu sangue'  Rom. 3.25 

Cruz 4:    SIGNIFICADO       Páscoa : seu significado,‘vendo Eu o sangue, passarei por cima ’ _ êxodo 12.13
Eis o significado da páscoa   : a morte sendo desviada à vista do sangue derramado . No caso, era o sangue do cordeiro colocado nas vergas e ombreiras das portas das casas dos israelitas, como instruído por Moisés, para os livrar da última praga que assolaria o Egito, a morte de todos os primogênitos. Era uma atitude prática de obediência pela fé em Deus que apontava para o sacrifício   perfeito do Cordeiro de Deus imolado na cruz do Calvário . Jesus morreu por ocasião da páscoa judaica quando se comemorava a lembrança desse feito milagroso   que libertou definitivamente Israel da servidão do Egito. Pela morte de Jesus na cruz, há libertação do poder das trevas que subjugam a Humanidade ao pecado e conseqüente condenação de existir eternamente separado de Deus. No Egito, cada família precisava por o sangue do cordeiro imolado na sua porta. Hoje, cada um precisa aceitar pela fé, para si, pessoalmente, o sacrifício de Jesus   na cruz, pelos seus pecados : recebê-lO em seu coração e , em obediência, o proclamar ao mundo .   #

Segue a mensagem completa do   site ICHTUS : Ixts 04.13

Amedrontadas, as mulheres baixaram o rosto para o chão, e os homens lhes disseram: ‘Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive? Ele não está aqui! Ressuscitou! Lembrem-se do que ele lhes disse, quando ainda estava com vocês na Galileia: É necessário que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, seja crucificado e ressuscite no terceiro dia'” (Lucas 24:5-7)

A festa da Páscoa é uma celebração essencialmente judaica, estabelecida no Êxodo, ainda no Egito, quando Deus fez o anjo da morte passar pelo país tirando a vida dos primogênitos. A história está em Êxodo 12. As regras eram simples: cordeiro perfeito, comer em pé e vestido para viagem, comer assado, não deixar restos ou queimar o que sobrar, marcar as portas com sangue, sacrifício ao pôr-do-sol, ervas amargas, etc
Jesus de Nazaré ofereceu-se como cordeiro pascal numa ocasião da Páscoa que celebrou com Seus discípulos no que ficou conhecida como santa ceia ou última ceia.   Deu-se como cordeiro perfeito, não deixou restos para trás, derramou todo Seu sangue para nos marcar e como não era pôr-do-sol, Deus providenciou um eclipse:
houve trevas sobre a face da terra, Mateus 27.45
A cruz foi o caminho da morte para se converter no caminho da vida. Foi a maldição que se converteu em bênção. Foi o fim que se converteu em princípio. Na cruz Jesus conquistou o direito de viver se dando para morrer em meu e no seu lugar.
A mensagem central da Páscoa é de vida salva num rio de morte, como foi no Egito. Do mesmo modo que os filhos de Israel foram poupados em Êxodo 12 fomos poupados em Mateus 27. Uma vez mais a morte varrerá a Terra e seremos poupados pois somos marcados pelo sangue do Cordeiro Perfeito que leva sobre si todo pecado da humanidade, basta tomarmos posse disso pela fé. Talvez pudesse ser diferente, mas Deus quis assim.
A cruz é para mim, como servo do Todo-Poderoso, muito mais do que dois pedaços de pau pregados um no outro – é uma seta, um flecha, um sinal de trânsito: indica o caminho da vida eterna, da vida abundante, do caminho sem volta da eternidade.
Se a Presença de Deus não for meu maior valor, não vai adiantar comprar chocolate, coelho, cruz, encenação teatral, musical de coral. Não sou contra nada disso, apenas não vejo valor real em nada que não seja o sobrenatural perfume do Altíssimo invadindo o lugar onde estou. Mas, ao mesmo tempo, é impossível esperar que Deus se manifeste onde e com quem não será honrado e é pela cruz que passamos para aprender a verdadeira honraria e adoração. Sem crucificar nosso ego, nossa carne pecaminosa, nossa essência de erros e falhas, nunca funciona. O discurso pode ser bonito e as palavras emocionantes, mas não será mais do que natural. O sobrenatural vem da cruz. Mais do que um episódio ao ano, seja a Páscoa o memorial da cruz e de que tudo que ela poderia representar se nosso irmão mais velho, primogênito de Deus, ascendido em glória e majestade, atual e eterno Rei dos reis e Senhor dos senhores, não tivesse ressuscitado depois de passar pela cruz.   Sejamos gratos pela cruz e nos lembremos dela como marco de algo eterno e imutável – vida eterna com o Pai.

“Senhor, agradeço por que vai além de minha compreensão tudo que aconteceu na cruz, mas o que posso compreender me é suficiente. Eu Te devo minha vida e isso foi resolvido na cruz. Aleluia.”       Mário Fernandez   Ixts 04.13








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.