Cada Dia, o Ano Todo!
Junho
D S T Q Q S S
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

12 de junho Dia dos Namorados *oc
06 19 Corpo de Cristo oc
FOME de AMOR oc cs
festas JUNINAS oc rfx
Dentro.Fora da IGREJA oc
06 12 'paixonite' ACABA oc rfx
06 20 O que é CORPUS CHRISTI ? oc
VerddS : importa saber oc cs
07 de abril Hist oc
é FERIADO oc
 



Cada Dia, o Ano Todo

16 de Março de 2018

zz  31o. dia da quaresma

Cruz 30   paradoxo   Cruz 30:  Paradoxo

Encontraram-se a benignidade e a fidelidade ; a justiça e a paz se beijaram’ Sl 85.10.

A cruz é a proclamação do impossível ao homem mas não a Deus. Como pode ( ? )

Deus agir em misericórdia, que é: deixar viver o que merece morrer continuando a se fiel a Si mesmo como Justo Juiz ( Sl 7.11) Como pode (?) agir com absoluta justiça sobre o pecado ao mesmo tempo que religa a Si o pecador... * A cruz é a proclamação desse paradoxo, melhor dizer a vivência e constatação desse paradoxo. Jesus precisou Se fazer homem para que, como homem sem ser pecador (pois gerado pelo próprio Deus sem intervenção humana: Maria foi apenas ‘barriga de aluguel’ ) e sem nunca ter pecado em toda sua vida , poder morrer ( pois o salário do pecado é a morte_ Rm 3.23 ) recebendo sobre Si a justa condenação de Deus sobre o pecado satisfazendo a justiça de Deus para nos isentar da penalidade do pecado pois nem mesmo no mundo um mesmo crime pode ser julgado duas vezes.

Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus;

 

 

xx.




Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2018 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.